Abate de bovinos quebra recorde no segundo trimestre; frango, leite, couro, suínos e ovos também registram alta

O abate de bovinos no Brasil atingiu novo recorde histórico no 2º trimestre de 2013 (8,5 milhões de cabeças abatidas), registrando aumentos de 5,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,7% frente ao 2º trimestre de 2012. A produção de carcaças de bovinos também alcançou nova marca recorde (2,0 milhões de toneladas), com aumentos de 6,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,7% frente ao 2º trimestre de 2012.

nelore_02O abate de frangos (1,4 bilhão de cabeças) apresentou aumento de 8,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 13,2% em relação ao 2º trimestre de 2012. Já o abate de suínos (8,9 milhões de cabeças) cresceu 0,7% em relação ao 1º trimestre de 2013 e 1,6% frente ao mesmo 2º tri de 2012.

A aquisição de leite cru foi de 5,3 bilhões de litros, um aumento de 2,0% com relação ao 2º trimestre de 2012 e queda de 6,0% com relação ao 1º trimestre de 2013.

A produção de ovos de galinha foi de 682,0 milhões de dúzias, com aumento de 1,3% sobre o 2º trimestre de 2012 e de 2,4% sobre o 1º trimestre.

Abate bovino registra novo recorde histórico no 2º trimestre

No segundo trimestre de 2013, foram abatidas 8,5 milhões de cabeças de bovinos, aumento de 5,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,7% frente ao 2º trimestre de 2012. A quantidade de bovinos abatidos no 2º trimestre de 2013 atingiu recorde histórico. O recorde anterior havia sido alcançado no 4º trimestre de 2012, com a marca de 8,2 milhões de cabeças abatidas.

O peso acumulado de carcaças no 2º trimestre de 2013 (2,0 milhões de toneladas) também alcançou marca recorde, crescendo 6,1% frente ao trimestre imediatamente anterior e 11,7% em relação ao 2º trimestre de 2012.

Todas as grandes regiões apresentaram aumento da quantidade de bovinos abatidos, no comparativo do 2º trimestre de 2013 com o mesmo período do ano anterior: 17,0% no Sudeste; 14,0% no Centro-Oeste; 10,0% no Norte; 6,2% no Nordeste; e 2,3% no Sul. O desempenho superior da pecuária bovina no 2º trimestre de 2013 em relação ao mesmo período do ano anterior foi impulsionado pelo aumento do abate de bovinos em 20 das 27 unidades da Federação, merecendo destaque os estados Mato Grosso (16,3%), Goiás (26,3%) e Minas Gerais (29,6%). No ranking do abate de bovinos, destacam-se os estados da Região Centro-Oeste, ocupando as três primeiras posições, pela ordem, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Abate de frangos cresce 13,2% em relação ao 2º trimestre de 2012

No 2° trimestre de 2013 foram abatidas 1,4 bilhão de cabeças de frangos, representando aumento de 8,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e 13,2% na comparação com o mesmo período de 2012, estabelecendo novo patamar recorde na série histórica. O peso acumulado das carcaças foi de 3,2 milhões de toneladas, representando aumento de 10,9% em relação ao registrado no trimestre imediatamente anterior e 10,6% frente ao 2° trimestre de 2012.

No 2° trimestre de 2013, na comparação com o mesmo trimestre de 2012, houve aumento da participação da região Sul, em âmbito nacional, de 57,8% para 61,5%. O Paraná registrou aumento de 10,3% no volume de abate e permanece como principal estado no ranking brasileiro. O Sudeste foi a segunda região brasileira em importância no volume abatido e teve sua participação de 22,8% reduzida para 19,6%. Entre os 11 principais estados no ranking, São Paulo foi o único a reduzir o volume de frangos abatidos, abatendo 11,4% a menos que o volume abatido no 2° trimestre de 2012.

Abate de suínos tem aumento de 1,6% sobre o 2º trimestre de 2012

No 2° trimestre de 2013 foram abatidas 8,9 milhões de cabeças de suínos, representando aumento de 0,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 1,6% na comparação com o mesmo período de 2012. A série histórica do abate trimestral de suínos a partir de 2008 mostra que o abate desta espécie tem sido crescente no comparativo anual dos mesmos trimestres.

O peso acumulado das carcaças no 2º trimestre de 2013 alcançou 869,6 mil toneladas, representando aumento de 2,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior e queda de 0,4% frente ao mesmo período de 2012.

O Sul do país respondeu por 64,8% do abate nacional de suínos no 2º trimestre de 2013, seguida pelas regiões Sudeste (18,7%), Centro-Oeste (15,1%), Nordeste (1,3%) e Norte (0,1%). O Sudeste apresentou crescimento na sua participação (+1,2%), com aumento de abate de suínos em todos os estados, sobretudo Minas Gerais, que abateu 11,4% a mais no comparativo entre os 2° trimestres 2013/2012. Rio Grande do Sul aumentou o abate de suínos em 12,5% e passou a liderar o ranking nacional, já que Santa Catarina registrou queda de 12,3%.

Aquisição de leite sobe 2,0% em relação ao 2º tri de 2012

A aquisição de leite foi de 5,3 bilhões de litros no 2º trimestre de 2013, o que representou um aumento de 2,0% sobre o mesmo período de 2012 e queda de 6,0% sobre o 1º trimestre de 2013. A industrialização do produto foi de 5,3 bilhões de litros, registrando as mesmas variações percentuais observadas na aquisição. No acumulado do ano de 2013 foram adquiridos 11,0 bilhões de litros de leite, mantendo-se quase estável (+0,2) sobre o 1º semestre de 2012.

A pesquisa mostra que 40,9% de todo o produto foi adquirido pelas indústrias localizadas no Sudeste do país e 34,2% por aquelas do Sul. Minas Gerais adquiriu 26,6% de todo o leite nacional no 2º trimestre de 2013, aumentando ligeiramente a sua participação frente ao mesmo período de 2012 (24,8%).

Aquisição de couro registra aumento de 8,5% sobre 2º trimestre de 2012

A aquisição de couro foi de 9,7 milhões de unidades no 2º trimestre de 2013, representando um crescimento de 8,5% sobre o volume comprado no 2º trimestre de 2012 e de 6,6% comparativamente ao 1º trimestre de 2013. Do total do couro total adquirido, 63,1% vinham de matadouros frigoríficos. Entre os estados, observaram-se aumentos relativos importantes no Paraná (24,3%); Minas Gerais (28,5%),Tocantins (43,3%) e em Santa Catarina (18,5%). Rondônia teve redução de 25,5% nas compras de couro.

Produção de ovos no trimestre cresceu 2,4% em relação ao 1º trimestre de 2013

A produção de ovos de galinha foi de 682,0 milhões de dúzias no 2º trimestre de 2013, representando aumento de 1,3% sobre o 2º trimestre de 2012 e aumento de 2,4% sobre o 1º trimestre desse ano. Em termos de participação regional tinha-se no 2º trimestre de 2013 que 47,7% da produção de ovos de galinha estava localizada no Sudeste do país; 22,1% no Sul; 13,9% no Centro-Oeste; 13,6% no Nordeste e 2,6% na Região Norte.

Fonte: IBGE

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbNFvFk

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar