Acesso à internet para produtores rurais

A preocupação maior da senadora é com as milhares de pequenas comunidades rurais com menos de 300 habitantes, que estão espalhadas por todo o Brasil e não contam sequer com a telefonia fixa. Em reunião com o ministro, a senadora observou que, a despeito de haver crédito de sobra no País, só 11% dos recursos tecnológicos hoje disponíveis chegaram às classes D e E da zona rural no ano passado.

20130405-113542-AM.jpg A incorporação de novas tecnologias pelos agricultores de pequenas comunidades no interior é fundamental ao projeto de aumentar a produção agropecuária sem ampliar a área desmatada. Levantamento da CNA dá conta de que produtores das classes D e E ocupam um terço das terras reservadas ao plantio no Brasil, embora com baixa produtividade.

Na oportunidade, o ministro Paulo Bernardo discorreu sobre os diversos projetos de sua pasta voltados ao meio rural, incluindo a tecnologia de quarta geração para celulares, a expansão das televisões em Banda C e as oportunidades oferecidas pelo programa Cidades Digitais. Pela nova legislação, as empresas de telefonia têm prazos a cumprir na cobertura das regiões mais remotas do país, o que vai permitir um grande desenvolvimento das comunicações no interior do Brasil, até 2015.

A senadora Kátia Abreu reforçou a necessidade de criar novos canais de comunicação com o meio rural. Segundo ela, “ a tecnologia existe, mas não chega aos pequenos produtores de forma eficaz

A nova aposta do governo para levar a comunicação digital ao campo é o aparelho celular de quarta geração que funciona com voz e internet de baixa frequência e vai entrar no Brasil em fins de abril próximo. Esta tecnologia digital ficará muito mais barata. O próprio orelhão poderá virar um ponto de apoio para colocar internet nas comunidades rurais.

Fonte: Portal do Agronegócio

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbsR2iv

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar