Acre será o 1º estado a receber visita da Sudam itinerante, garante novo superintendente

O Estado do Acre será o primeiro a receber a visita do projeto Sudam itinerante garantiu o novo superintendente do órgão, Paulo Roberto Correia da Silva, em entrevista exclusiva ao ac24horas após sua posse que aconteceu às 11 horas (horário de Brasília) no auditório central da Sudam, em Belém. O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi e o senador Gladson Cameli (PP-AC), além de representantes da Federação das Indústrias e deputados federais dos estados do Tocantis e Roraima prestigiaram a posse de Paulo Roberto e a nova diretoria de administração do órgão. O deputado estadual Nicolau Júnior (PP) representou a Assembleia Legislativa do Acre.

sudanSegundo Paulo Roberto, os desafios são grandes, mas o principal será o de reverter a lógica de aplicação dos recursos dos principais fundos de investimentos “dos estados mais desenvolvidos para os estados mais pobres como Acre, Amapá e Roraima”, destacou o superintendente.

Uma agenda será criada pela Sudam e as Federações das Indústrias de todos os estados da Amazônia Legal, com apoio do ministro da integração nacional e o senador Gladson Cameli. Paulo Roberto afirmou que a meta é evitar a sobra de recursos dirigidos para atender às atividades produtivas de baixo impacto ambiental – como o FNO – cuja macrodiretriz é o desenvolvimento sustentável da Região Norte.

“Precisamos difundir esses investimentos que tem baixos juros e que são fundamentais para o fortalecimento das economias de estados como o Acre, Amapá e Roraima” acrescentou Roberto.

Um dos principais articuladores em Brasília da Bancada da Amazônia, o senador Gladson Cameli afirmou que nesse momento de crise é fundamental um olhar diferenciado do governo federal para as federações do norte. Ele quer diminuir os impactos dos problemas sociais, ambientais e econômicos na região, alguns deles que tem repercussão global, como o desmatamento.

“Mas é preciso reconhecer também que nesses estados, principalmente os mais pobres como Acre, Roraima e Amapá, existe pobreza, desemprego e a necessidade de crescimento. A Sudam tem papel fundamental para reverter esse quadro com ações sustentáveis, mas de melhoria da qualidade de vida desses povos” disse Gladson.

Para o deputado estadual Nicolau Júnior o Acre e a Amazônia vão ganhar com a nova gestão da Sudam. Em seu discurso durante a posse de Paulo Roberto, Nicolau chamou a atenção para a cobertura da Superintendência da Amazônia que atinge 45% do território nacional e 449 municípios.

“Essa oxigenação administrativa vai ajudar e muito as cidades mais pobres e o homem do campo que é um dos principais beneficiários desses investimentos, além de associações e cooperativas” disse Nicolau.

Paulo Roberto foi nomeado para o cargo de superintendente da Sudam no dia 18 de agosto por indicação da bancada do Partido Progressista (PP) da região Norte. Com 37 anos de idade, Paulo Roberto é acreano formado em administração de empresas públicas e privadas. Desde 2012, exercia o cargo de gerente empresarial de empresas públicas e privadas da Caixa Econômica Federal de Manaus.

Sudam – Agência de fomento voltada ao desenvolvimento da região amazônica, a Sudam tem entre os principais objetivos definir metas e diretrizes econômicas e sociais que levem ao desenvolvimento sustentável dos nove estados amazônicos (Pará, Amazonas, Amapá, Acre, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e parte do Maranhão).

A Sudam atua tanto na articulação interinstitucional das políticas públicas para a região como no apoio a instituições públicas, no incentivo às empresas privadas e no financiamento do setor produtivo.

Fonte: Portal ac24horas

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbX66d1

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar