Agricultores familiares já podem cultivar dendê sem licença ambiental

O formulário do cadastro de dispensa de licenciamento ambiental para a agricultura familiar da palma já está disponível no site da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). O documento finaliza o processo que autoriza os agricultores familiares a cultivarem o dendê como atividade dispensada e de pequeno impacto ambiental.

Agência Pará

Agência Pará

Essa conquista é resultado do esforço realizado pela Câmara Setorial da Palma, na qual estão inseridas a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), a Associação Brasileira de Produtores de Óleo de Palma (Abrapalma) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), visando a desburocratização do licenciamento para o pequeno agricultor.

A Dispensa de Licenciamento Ambiental (DLA) para atividades e empreendimentos de pequeno impacto foi aprovada pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente no dia 12 de março deste ano. Dentre as atividades dispensadas estão a agrossilvopastoril e as culturas de ciclo longo, como o dendê.

Também estão dispensadas de licenciamento atividades como a reforma de pontes de madeira, sistema de tratamento de esgoto individual, transporte fluvial de carga e recuperação de ramais.

Os agricultores familiares beneficiados com a DLA e a isenção das taxas ambientais para o plantio do dendê são os que possuem até quatro módulos fiscais. Esses já podem acessar o site da Sema e preencher o formulário para se cadastrar. A meta, agora, é conseguir que as médias e grandes propriedades também sejam dispensadas da licença ambiental para o cultivo do dendê.

O próximo passo é estender o benefício aos pequenos produtores de arroz do Arquipélago do Marajó, que passam pelas mesmas dificuldades para obter licenciamento.

Fonte: Agência Pará

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbyYsOj

ruralbook

Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar