Agropecuária perdeu três mil empregos em 12 meses no Pará – ORM News

Os números do estudo são do Dieese-PA e foram divulgados nesta sexta-feira (27)

Foto: Agência Pará/Arquivo

Foto: Agência Pará/Arquivo

O setor agropecuário paraense perdeu 3.032 postos de trabalho nos últimos 12 meses, o que representa uma queda de 5,61% no setor. Já com relação aos quatro primeiros meses do ano, o saldo negativo foi de 972 vagas e decréscimo de 1,87%. Os números do estudo são do Dieese-PA (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e foram divulgados nesta sexta-feira (27).

Pelos dados do balanço efetuado pelo Dieese, nos últimos 12 meses o setor realizou 28.179 admissões, contra 31.211 desligamentos, o que gerou um saldo negativo de 3.032 postos de trabalho. Isso representou uma queda de 5,61% em relação ao mesmo período do ano passado. A maioria dos estados do Norte teve saldos positivos neste período, com destaque para o Tocantins, com a geração de 306 postos; seguido do Amazonas, com a geração de 107 postos de trabalho; do Amapá, com a geração de 84 postos de trabalho; do Acre, com a geração de 33 postos, e Roraima com a geração de 25 postos de trabalho. No mesmo período analisado, o destaque negativo no setor ficou por conta do Pará e Rondônia, com a perda de 59 postos de trabalho.

Em relação aos primeiros quatro meses do ano, a agropecuária paraense, realizou 8.659 admissões, contra 9.631 desligamentos, gerando um saldo negativo de 972 postos de trabalho e queda de 1,87% na geração de empregos formais. No mesmo período do ano passado, o setor também apresentou saldo negativo, só que um pouco maior que o verificado este ano. Foram feitas naquela oportunidade 9.561 admissões, contra 10.591 desligamentos, gerando um saldo negativo de 1.030 empregos.

Fonte: Redação ORM News

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/kLUdw

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar