Aprosoja comemora parecer da Anvisa sobre o glifosato

Segundo a Aprosoja-MT, parecer da Anvisa “coloca em ‘xeque’ acusações feitas ao setor de produção de alimentos”

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) comemorou hoje o parecer positivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o glifosato. Segundo a entidade, a avaliação da Anvisa “reforça compromisso com produção sustentável” e “coloca em ‘xeque’ acusações feitas ao setor de produção de alimentos”.

“Esse estudo é fundamental, pois mostra que os produtores não estão envenenando os alimentos. Essa demonstração da Anvisa mostra a preocupação que o país tem na questão da sustentabilidade e de alimento de qualidade. Mostrando que a sustentabilidade da nação passa pela produção”, afirma Naildo Lopes, vice-coordenador da Comissão de Defesa Agrícola da Aprosoja-MT.

Após reavaliação, a Anvisa concluiu que o glifosato não causa mutações no DNA, nem nos embriões ou fetos, não é cancerígeno e não é desregulador endócrino, não afetando a reprodução humana. Ainda de acordo com a ag~encia reguladora, a conclusão da reavaliação é semelhante à obtida em outros países que recentemente fizeram a análise do uso do glifosato no campo, como os Estados Unidos e o Canadá, além da União Europeia.

O glifosato é o defensivo mais utilizado no Brasil para a eliminação de ervas daninhas, sendo usado nas lavouras de soja, milho, algodão, arroz, feijão, café, banana, cacau, cana-de-açúcar, citros, coco, fumo, maçã, mamão, nectarina, pastagem, pêra, pêssego, ameixa, seringueira, trigo, uva e nas florestas de eucalipto e pinus.

POST:PORTAL DBO

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5mO

Você pode gostar...

×