Armando Soares #38: Atitudes aviltantes

O episódio infernal e selvagem ocorrido nas prisões brasileiras mostraram através da reação de alguns brasileiros, de alguns advogados e de seu órgão de classe, da mídia esquerdista brasileira e estrangeira e dessa coisa asquerosa que se chama direitos humanos, o quanto o Brasil está com a moral destruída e com o sentido de justiça corrompido ao que se deduz, a partir da ação de uma esquerda que se mostrou mais ativa a partir da implantação do governo civil dirigido por uma constituição instrumentalizada, forma apropriada para transformar a democracia numa arma para implantação de um Estado socialista/comunista que ignora a o cidadão moral e enaltece o bandido, e o criminoso.

Recebi de amigo, o desabafo de um comunicador que espelha com autenticidade a triste realidade brasileira e certamente a indignação da maioria dos brasileiros. Segue, sem correção o desabafo: “No Amazonas, 90 bandidos e estupradores foram assassinados por bandidos e estupradores. Ladrão matando ladrão. Aí, os direitos desumanos querem que cada bandido que morreu, a família receba 90.000 reais de indenização. A família de Rafael Moreira Silva vai ser indenizada pelo Estado do Amazonas por 90.000 reais, e a família do senhor que ela matou, um velhinho que saia de uma igreja, a família desse velhinho não recebeu nem dinheiro para o caixão. Aí, esse filho de uma égua que foi morto, o bandido, vai receber 90.000 reais. A família de Medeiros vai ser indenizada por 90.000 pelo Amazonas. A família dele sequestrou menores, aliciou menores, duas mulheres foram estupradas por esse vagabundo e não recebeu nem um tostão, mas ele vai receber 90.000, a família dele. A família de Francisco Pereira Filho vai ser indenizada pelo Estado do Amazonas em 90.000 reais. A família da menina de 14 anos, que ele estuprou e matou com 15 peixeiradas não vai receber porra nenhuma. A família de Artur Gomes Pereira vai ser indenizada pelo governo do Amazonas, mas a família da menina de 4 anos de idade que a estuprou e degolou não recebeu um centavo e nem vai receber porra nenhuma. Aqui neste Brasil, na república de banana, um povo sem voz e sem vez, ser bandido virou profissão. Os bandidos têm associação, tem direitos, os vagabundos viraram vítimas e a vítimas viraram estatísticas. Tem jornalecozinho que anunciam em tom de sensacionalismo: morre mais um preso por dia no Brasil, só que esquece de dizer que nesse mesmo Brasil morre 166 pessoas por dia vítimas de bandidos, esses mesmos bandidos! Que país é esse? Transformaram os presos em direitos humanos e as pessoas que tem direitos humanos vivem presas, porque a maior prisão é dos cidadãos brasileiros dentro de casa com cachorro, cerca elétrica, guarda civil, guarda particular, casa gradeada, 50 cadeados. Nós brasileiros vivemos presos e esses vagabundos que nos mata, que mata sua mãe, seu pai, sua filha, que estupra come seu filho, sua filha, rasga, degola, esses frescos, eles mesmos se matando, que é guerra de droga no Brasil inteiro para ver quem domina a droga, eles mesmos se matando, esses filhos da puta se matando, que deveria matar mais para diminuir a despesa. Já basta que quando vai preso a gente paga cada um que tiver filho, a gente paga 950 reais por mês, enquanto ele, o bandido, está lá preso sem ter o que fazer, sem estudar, sem se preparar para se recuperar pensando em sair para matar mais. Hoje, nós estamos em 10 de janeiro de 2017, já tivemos três agências bancárias explodidas, a cidade em pânico, quebraram as vidraças do comércio, levaram os relógios, óculos, tudo o que você possa imaginar. Esses cabras de presos que vão ser indenizados? Indenizados deveriam ser as pessoas que não podem trabalhar, que não pode pegar um ônibus, que não pode ir a uma mercearia. Cadê o Faustão, cadê o Ratinho com aquele cacetão dele, que agora deve estar mole? Vamos bater, vamos chamar atenção do Brasil, vamos fazer um grito em defesa da moralidade, da ética desse país que não tem, desse congresso nacional nojento, vagabundo que não bota uma lei; estamos morrendo nas mãos de bandidos e ainda querem pegar o dinheiro do povo para indenizar esses filhos da puta que matam uns aos outros para ter o domínio da droga. Esse é o desabafo de um comunicador. Quem achar ruim leve um bandido desse para casa. Que Brasil é esse, cadê os senadores, cadê esse Temer, o povo está revoltado com tudo isso.

Não sei o nome desse comunicador, mas quero parabenizá-lo por ter definido com poucas palavras sem rebuscado o sentimento do povo brasileiro e toda sua indignação contra a ineficiência, e, acima de tudo de ter mostrado com palavras reais e duras como políticos e governantes sem atitudes podem deixar que bandidos assassinos tomem conta do país matando e estuprando crianças, jovens, idosos, tudo para continuarem usufruindo as vantagens do poder, sem a coragem necessária para erradicar para sempre do território nacional os bandidos assassinos apoiados por uma constituição que se respeite, por leis que verdadeiramente protejam os brasileiros e exprimam uma democracia e república liberal fundada na livre iniciativa e na propriedade privada.

Aproveito a oportunidade para alertar a sociedade brasileira, apesar de estarmos numa região castrada pela mídia que só reconhece o Brasil do sul e sudeste, onde está encravada uma elite política e econômica covarde e retrógrada, e pela mídia local comprometida apenas com seus interesses, que uma revolução pedagógica está em curso no mundo conduzida por diversas instituições internacionais como a UNESCO, Conselho da Europa, Comissão de Bruxelas e OCDE, um projeto maquiavélico poderoso que objetiva o domínio mundial. Assunto que pretendo desenvolver em outros artigos.

Rodrigo Constantino, um grande lutador liberal, destaca o serviço que Arthur do Val, do canal #Mamãefalei, tem prestado ao Brasil é inestimável. Com a coragem que poucos jovens demonstram hoje em dia, com embasamento, e com a ousadia que até então só a esquerda tinha, inspirada em Michael Moore e similares, ele tem exposto o vazio, a ignorância, a barbárie e as contradições dos ícones esquerdistas. MST, UNE, PSOL, Movimento Passe Livre (MPL), todos esses instrumentos dos socialistas acabam ridicularizados em seus vídeos, e para tanto basta uma “arma”: fazer perguntas. Impressiona assistir como jovens brasileiros têm suas mentes destruídas dentro das escolas e universidades através de professores medíocres a serviço do comunismo e do fascismo, irmãos gêmeos, tornando-se brutamontes culturais.

Inserir a função social da propriedade na constituição de um Brasil estatizado desde sua infância é querer muito mal o país. O desenvolvimento do Brasil sempre teve sua realização nos gabinetes de juristas, idealistas e filósofos. O Estado representando o coletivismo seria o grande motor do desenvolvimento, o responsável para tornar o Brasil um país rico e todo-poderoso. Vivemos todo esse longo tempo numa bolha masturbatória sustentados por milhões de idiotas brasileiros, enquanto o resto do mundo cresceu e se desenvolveu roubando outros povos do tipo brasileiro, e utilizando a força e a inteligência do indivíduo. O prêmio dos países ricos e desenvolvidos por terem optados pelo individualismo foi dotar a comunidade, o povo com excelente qualidade de vida. O prêmio do Brasil por ter optado pelo estatismo e pelo coletivismo expresso na sua lei maior com o nome de função social da propriedade foi a formação de grandes guetos de pobreza e do subdesenvolvimento social e econômico expresso em nossos dias pela atual crise econômica, social e institucional. Portanto, a salvação do Brasil e do seu povo passa necessariamente pela completa destruição dos conceitos estabelecidos na estrutura jurídica constitucional que optou pelo coletivismo sinônimo de idiotice. Ou essa opção ou a entrega do país aos bandidos assassinos, aos corruptos, aos sociólogos-juristas-filósofos que viveram e vivem até os nossos dias bebendo o sangue dos milhões de brasileiros em gabinetes de ar condicionado.

Armando Soares – economista

armandoteixeirasoares@gmail.com

*Todo conteúdo da postagem é de responsabilidade de seu autor.

Banner rodapé fornecedor

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-393

Você pode gostar...