BNDES desembolsou R$ 15 bi para crédito rural em 2015/16 – Portaldbo


Mais de R$ 6 bi foram para financiamento de máquinas e equipamentos, como tratores, colheitadeiras e implementos associados

Fonte: Internet

Fonte: Internet

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta segunda-feira, 25, por meio de comunicado, ter destinado R$ 15 bilhões para o financiamento de programas agropecuários do governo federal no ano agrícola 2015/2016, encerrado em 30 de junho.

O montante é 18% superior ao alocado em 2014/15. “Com esse resultado, o BNDES consolida sua posição de principal financiador de investimentos no setor rural, com apoio à aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, projetos de infraestrutura agropecuária, incorporação de novas tecnologias e sustentabilidade ambiental”, informou a instituição, também por meio da nota.

Para a safra 2016/17, iniciada em 1º de julho, o BNDES pretende destinar R$ 17,4 bilhões para os programas agrícolas do governo, 20% mais em relação ao período anterior. Desse total – já autorizado pelo Ministério da Fazenda -, R$ 4,7 bilhões serão aplicados na aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas; R$ 2 bilhões para capital de giro das cooperativas agropecuárias; e R$ 10,7 bilhões alocados a projetos de investimento para a agropecuária empresarial e familiar.

O BNDES autorizou a contratação de cerca de 100 mil operações de crédito para investimentos no campo por meio de seus agentes financeiros credenciados, respondendo por 40% do volume de operações de crédito rural deste tipo efetuadas no País. 

Dos R$ 15 bilhões realizados em 2015/16, mais de R$ 6 bilhões foram destinados ao financiamento de máquinas e equipamentos, principalmente voltado para modernização da frota de tratores, colheitadeiras e implementos associados. Cerca de R$ 2 bilhões atenderam a demandas de médios produtores rurais; e outros R$ 2 bilhões em financiamentos dedicados ao fortalecimento da agricultura familiar. Também foram alocados R$ 1,3 bilhão para a adoção de tecnologias para a redução de emissão de gases de efeito estufa na agropecuária.

“O bom desempenho refletiu-se também na maior participação da rede de agentes repassadores de recursos de financiamento. O BNDES atendeu a demandas por crédito de 34 agentes financeiros dos diversos segmentos bancários – bancos privados, públicos, cooperativos, agências de fomento e bancos ligados a montadoras de tratores e colheitadeiras – apresentando-se como importante instrumento de acesso do Sistema Financeiro Nacional ao crédito rural”, detalhou o BNDES.

Conforma a instituição, o Banco do Brasil foi o principal agente financeiro repassador dos recursos voltados à agricultura empresarial, enquanto a Cooperativa de Crédito Rural Solidário (Cresol Baser) foi a instituição financeira que mais repassou recursos à agricultura familiar.

Fonte: Portaldbo

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-2pk

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Validar Operação * O limite de tempo está esgotado. Por favor, recarregue o CAPTCHA.