Café: Após vencimentos se aproximarem de US$ 1,60/lb, Bolsa de Nova York realiza ajustes técnicos nesta tarde de 6ª feira – Notícias Agrícolas

Fonte: Internet

Fonte: Internet

 

Em ajustes técnicos, as cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) registram leve queda nesta tarde de sexta-feira (15). O mercado registrou alta durante quase toda a semana repercutindo as incertezas em relação à qualidade da safra 2016/17 com as recentes intempéries climáticas e o financeiro. No entanto, após alguns vencimentos se aproximarem de US$ 1,60 por libra-peso, correções são realizadas.

Por volta das 11h58, o vencimento setembro/16 registrava 152,15 cents/lb – estável, o dezembro/16 anotava 155,05 cents/lb com 5 pontos de desvalorização. Já o contrato março/17 estava cotado a 157,70 cents/lb com 5 pontos negativos, enquanto o maio/17, mais distante, tinha 158,80 cents/lb com 45 pontos de recuo.

Ainda que os preços externos realizem ajustes técnicos para baixo, ainda existem algumas variáveis que dão suporte aos preços. Segundo agências internacionais, os operadores continuam bastante temerosos em relação à qualidade dos grãos e também com um possível desequilíbrio entre oferta e demanda no mercado.

“Os preços sugerem que a produção no Brasil e em todos os países produtores de arábica é menor do que a indústria está dizendo. Vários cafés de qualidade inferior estão sendo utilizados para substituir o robusta em misturas para o consumo interno e o real mais forte torna as exportações menos atraentes”, explicou o analista da Price Futures Group, Jack Scoville.

O dólar comercial passou a subir nesta sexta-feira com dados fortes de sobre o crescimento da China e varejo nos Estados Unidos. Às 12h, a moeda norte-americana subia 0,44%, vendida a R$ 3,2741. O dólar mais alto em relação ao real dá maior competitividade às exportações da commodity e os preços na ICE tendem a recuar.

A colheita avança nas principais áreas produtoras do Brasil, mas os negócios seguem lentos no mercado interno. “O mercado interno do café deverá ter dia lento e com negócios isolados”, afirma o analista de mercado da Maros Corretora, Marcus Magalhães. Na quinta-feira (14), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 510,01 com alta de 0,48%.

Fonte: Notícias Agrícolas

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-2lO

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Validar Operação * O limite de tempo está esgotado. Por favor, recarregue o CAPTCHA.