Cenário preocupante para criadores de frango

 

A rotina dos produtores brasileiros de frango tem sido desafiadora nos últimos tempos. Além das dificuldades que surgem com importadores como a Arábia Saudita, tocar a criação ficou mais caro em 2018. Isso é o que aponta levantamento da Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa.

De acordo com os números apurados, os custos com a produção acumularam alta de 14,21% durante todo o ano passado. Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65%. O gasto com a alimentação das aves representa 69% do total dos custos de produção dos frangos.

Em seguida, as maiores altas em 2018 ficaram com os itens pinto de um dia (2,18%), custo de capital (0,18%) e depreciação (0,16%);

Em dezembro, no entanto, os produtores tiveram um pequeno alívio, após os custos de produção terem se mantido estáveis (218,06 pontos, ante 218,05 em novembro).

Arábia Saudita

Na última terça-feira, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informou que a Arábia Saudita, maior comprador de frango do Brasil, barrou a compra de cinco frigoríficos do País.

Em nota, a ABPA disse que os critérios da revogação da autorização obedeceram a “critérios técnicos” e que “planos de ação corretiva estão em implementação para a retomada das autorizações”.

Atualmente 58 frigoríficos têm autorização dada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para exportação. Desse total, apenas 30 embarcaram produtos efetivamente e somente 25 receberam a autorização da Arábia Saudita para exportar.

A associação ainda está avaliando frigoríficos atingidos, mas afirmou que na lista estão unidades da JBF e BRF.

Custo de produção de Suínos

Já o ICPSuíno subiu 9,85%, influenciado principalmente pela alimentação dos animais, que teve um aumento de 9,68%. O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina caiu para R$ 3,84 em dezembro (o menor valor desde março de 2018).

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Fonte: Sociedade Nacional de agricultura

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5dI

Você pode gostar...

×