Curso ensina compostagem no Amazonas – Embrapa

Foto: Felipe Rosa

A Embrapa Amazônia Ocidental realiza, na quarta-feira (25/01), o Curso de Compostagem de Resíduos Orgânicos. O treinamento é destinado aos agricultores da Comunidade Jatuarana, em Manaus, e tem como objetivo transmitir noções básicas de teoria e prática sobre o processo de produção de composto orgânico e o uso em sistemas de produção agrícolas. 

 
Durante o curso, os agricultores vão aprender os princípios básicos da compostagem, os benefícios da matéria orgânica no solo, os recursos usados para o composto e as condições necessárias para a decomposição da matéria orgânica (microrganismos, aeração, umidade e temperatura). O curso aborda ainda os fatores que influenciam na qualidade do composto, a montagem das camadas do composto e sua aplicação no campo. 
   
Conforme a pesquisadora da Embrapa e coordenadora do curso, Rosangela dos Reis Guimarães, a compostagem é uma alternativa de baixo custo e fácil manuseio para aproveitar de forma sustentável os resíduos sólidos orgânicos. “Ao aprender a metodologia da compostagem os participantes terão a base para realizar o processo de forma a ter um melhor aproveitamento dos nutrientes presentes nos componentes utilizados”, destacou.
 
São instrutores do curso os pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental, José Nestor Lourenço e Rosangela dos Reis Guimarães. 
 
Compostagem 
A Embrapa define compostagem como “processo de transformação biológica de resíduos orgânicos, onde os microrganismos atuam acelerando o processo de decomposição”. 
 
Projeto
O curso integra as atividades do projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Circuito Metropolitano da Cultura do Guaraná. O trabalho, liderado pela Embrapa, e que conta com o apoio de empresas dos setores público e privado, busca criar um corredor na Região Metropolitana de Manaus com plantios do fruto em comunidades rurais da capital amazonense e dos municípios de Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.
 
Atualmente, boa parte da produção de guaraná do Amazonas está concentrada na região do Baixo Amazonas, principalmente em Maués, berço do fruto. Na região metropolitana, a cultura é desenvolvida em grande escala por uma empresa privada no município de Presidente Figueiredo. O projeto busca justamente estimular a criação de novas alternativas de produção do fruto no Estado, de forma a iniciar um processo de diminuição da diferença entre o que se precisa na indústria (oito mil toneladas) e o que se produz nos campos amazonenses (em torno de 700 toneladas).
 
 

Felipe Rosa (14406/RS)
Embrapa Amazônia Ocidental

Fonte: Embrapa

Banner rodapé fornecedor

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/8jj6C

Você pode gostar...