DIÁRIO celebra os destaques do agronegócio paraense de 2018 em Belém

Prêmio Agropará 2018 foi entregue aos que se destacaram no setor em todo o Estado.

Os maiores destaques do agronegócio paraense receberam na noite de ontem (27), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), o Prêmio Agropará 2018. Considerada o “Oscar” do agronegócio no Estado, a premiação é promovida pelo DIÁRIO com o objetivo de reconhecer os empreendedores e as atividades que mais investiram no setor. Em sua quarta edição, o projeto cresce em competitividade e na representação de setores e regiões que fazem do agronegócio uma atividade econômica presente em todo o Estado.

Este ano 51 indicados concorreram em 18 categorias. Na avaliação do consultor do prêmio, o zootecnista Guilherme Minssen, o evento já se tornou o maior das regiões Norte e Nordeste. Segundo ele, houve categorias com mais 30 indicados para se chegar à lista tríplice. “Além disso, há uma forte representação de todos os segmentos produtivos em nível igual de importância.

O Pará está conhecendo um novo Estado, que vem do campo”, destacou. O agronegócio brasileiro é responsável por grande parte da economia do país, representando mais de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) e por metade das exportações. Além da importância econômica, o setor causa forte impacto social na geração de emprego e no abastecimento das casas brasileiras. O diretor geral do Grupo RBA, Camilo Centeno, lembra que o agronegócio teve e continua tendo um papel essencial no País nos momentos de recessão e crise, o que credita aos produtores um valor inimaginável.

“O setor agrícola é valoroso e merece todo o nosso apoio. O Pará é rico e precisa de trabalhadores como estes”, comentou Centeno.

EXPECTATIVA

O evento gerou uma grande expetativa entre os que disputavam o troféu de melhores do ano. A maioria considera a ocasião um momento festivo de reconhecimento de quem contribui para o desenvolvimento econômico e social do Brasil. Vencedor na categoria Técnico Destaque em Agronegócios no Pará 2018, o engenheiro agrônomo e reitor da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Marcel Botelho, falou em nome de todos os premiados.

“Este prêmio não é individual, representa todo um segmento de pessoas que trabalham para fazer o agronegócio prosperar. E ao reconhecer essa importância, o DIÁRIO incentiva ainda mais o setor”, afirmou o reitor. Durante a solenidade, ele anunciou a assinatura de um protocolo de intenções com a Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa), que vai garantir a ampliação do campus da Ufra no Marajó.

O diretor-presidente do DIÁRIO, Jader Barbalho Filho, definiu o agronegócio como a locomotiva do Pará e do Brasil, referindo-se ao potencial gerador de  emprego e renda do setor. Jader disse ainda que o prêmio deveria ser conce- dido também por todos os brasileiros que trabalham e se alimentam do que é pro- duzido nas áreas rurais. “Fazemos isso porque acreditamos nas pessoas que levam desenvolvimento com coragem e ousadia. Queremos que esta premiação sirva de estímulo a todos os que estão aqui e aos que estão iniciando no agronegócio paraense”, concluiu.

Download – Capa Jornal

Download – Matéria Jornal

Repost: Jornal Diário do Pará 
Por: Leidemar Oliveira
Fotos: Celso Rodrigues e Irene Almeida

 

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-59p

ruralbook

Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Você pode gostar...