EUA marcam para junho inspeção de carnes no Brasil

Missão vai fazer auditoria na produção de carnes bovinas e suínas. Desde junho passado, país barrou a importação de carne bovina fresca do Brasil.

 

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) comunicou nesta segunda-feira (25) ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que vai realizar uma auditoria no sistema de inspeção de estabelecimentos de carnes bovinas e suínas do Brasil em junho.

“Este é um passo importante para que possamos a voltar a exportar, num futuro próximo, carne in natura para os EUA”, afirmou a ministra Tereza Cristina.

As novas inspeções foram negociadas na viagem do presidente Jair Bolsonaro àquele país, na última semana, da qual a ministra participou.

Na reunião entre Bolsonaro e o presidente dos EUA, Donald Trump, ficou acordado que o Brasil permitiria importações de cortes suínos norte-americanos mediante “condições técnicas” e, em troca, os EUA enviariam equipe para inspecionar os produtores de carnes brasileiros.

Na mesma viagem, Tereza Cristina se encontrou com o secretário de Agricultura norte-americano, Sonny Perdue, que sinalizou a visita técnica ao Brasil.

Veto à carne fresca

Os EUA decidiram suspender as compras de carne bovina fresca do Brasil em junho, menos de um ano após abrirem o mercado ao país. Tinham sido necessários 15 anos de negociação para os produtores brasileiros conseguirem exportar para aquele país.

O serviço de inspeção americano pretende verificar se os produtos brasileiros atendem aos requisitos sanitários daquele país. No ano passado, autoridades dos EUA disseram que inspeções de carregamentos revelaram problemas na carne, como abscessos e tecidos proibidos.

Após a visita, será divulgado um relatório, em data ainda não definida.

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5pR

Você pode gostar...

×