Exportação de carne suína para a China sobe 252%

O Brasil exportou 68,5 mil toneladas de carne suína em janeiro

As exportações brasileiras de carne de porco para a China subiram 252% no mês de janeiro, quando comparadas com o janeiro de 2018, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Ao todo, os asiáticos compraram 30,6 mil toneladas.

“O Brasil exportou 68,5 mil toneladas de carne suína em janeiro, aumento de 41% em relação ao mesmo mês do ano passado, sendo que a China comprou 45% deste total”, informou o portal especializado da CarneTec Brasil.

O faturamento brasileiro com as exportações totais de carne suína em janeiro somou US$ 164,1 milhões, crescimento de 78,9% ano a ano. “A demanda chinesa se manteve elevada ao longo do mês de janeiro. É um fator importante no impulso das exportações brasileiras”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra, em nota divulgada na sexta-feira.

Além disso, Hong Kong elevou as importações de carne suína brasileira em 93% em janeiro e o Vietnã comprou um volume 330% maior, segundo a ABPA. “Apesar da notável influência chinesa, outros destinos da Ásia e da América do Sul ajudaram a manter a forte alta do resultado mensal, que é o maior saldo histórico já registrado durante o mês de janeiro e acena para um resultado positivo em 2020”, disse o diretor executivo da ABPA, Ricardo Santin.

A ABPA espera que as exportações brasileiras de carne suína fechem 2020 entre 850 mil e 900 mil toneladas. “Analistas do BTG Pactual escreveram em relatório divulgado na semana passada que as exportações de carne suína brasileira em janeiro tiveram “resultados sólidos”, também com aumento nos preços em relação a janeiro de 2019”, conclui o portal.

Fonte: Agrolink

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5SK

Você pode gostar...