Governo anuncia montante do Plano Agrícola Pecuário para 2013 e 2014

Grandes produtores rurais do Brasil terão acesso a R$ 136 bilhões para financiar a próxima safra. O dinheiro será disponibilizado por meio do Plano Agrícola Pecuário (PAP) 2013/2014, lançado ontem, pelo governo federal, no Palácio do Planalto, em Brasília. No ano passado, os produtores do Pará utilizaram R$ 1,1 bilhão, dos R$ 114 bilhões dispostos em financiamentos para os grandes produtores rurais de todo o Brasil pelo PAP 2012. O Estado foi a segunda Unidade da Federação do Norte do País que mais requereu o dinheiro, atrás apenas do Tocantins, onde os produtores solicitaram R$ 1,9 bilhão, no ano passado. Em toda a região, o recurso financiado pelo governo federal para a região chegou a R$ 4,6 bilhões, em 2012.

Investimentos Financeiros

Investimentos Financeiros

Dos R$ 136 bilhões previstos para a nova safra, R$ 115,6 bilhões serão com taxas de juros controladas, crescimento de 23% sobre os R$ 93,9 bilhões previstos na temporada 2012/13. A taxa de juros anual média é de 5,5%, sendo que serão menores em modalidades específicas: de 3,5% para programas voltados à aquisição de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem; de 4,5% ao médio produtor rural; e de 5% para práticas sustentáveis. Para o cooperativismo, R$ 5,3 bilhões estarão disponíveis pelos programas de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop) e do e Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Procap-Agro). Também foram reduzidos os juros para capital de giro das cooperativas, de 9% para 6,5% ao ano.

De acordo com Antônio Andrade, ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento, presente no lançamento do PAP 2013/2014, a elaboração do plano atual dá uma atenção extra para logística e infraestrutura no Brasil. O Governo Federal vai disponibilizar R$ 25 bilhões para a construção de novos armazéns privados no país nos próximos cinco anos – sendo R$ 5 bilhões na temporada 2013/14. O prazo será de até 15 anos para pagamento. Além disso, serão investidos mais R$ 500 milhões para modernizar e dobrar a capacidade de armazenagem da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Pelo Programa de Sustentação de Investimento (PSI-BK), para o financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas, serão R$ 6 bilhões, enquanto para a agricultura irrigada, R$ 400 milhões.

Fonte: O Liberal

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbF44qc

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar