Ideflor finaliza resgate de tartarugas da Amazônia na praia do Piteroçu – Agência Pará

 

FOTO: ASCOM IDEFLOR-BIO
DATA: 26.01.2017
SENADOR JOSÉ PORFIRO – PARÁ

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio) trabalha no resgate dos últimos filhotes de tartarugas da Amazônia localizados no Refúgio de Vida Silvestre (Revis) Tabuleiro do Embaubal. As escavações na praia do Piteroçu, situada no município de Senador José Porfírio, vem sendo feitas com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Semat) do município e da Leme Engenharia.

O trabalho da Gerência da Região Administrativa do Xingu (GRX/Ideflor-bio) iniciou nesta quinta-feira (26) e se estenderá até o domingo (29). A mesma ação foi realizada na semana passada, na praia do Juncal, também no município de Senador José Porfírio, e durou cinco dias. No período foram resgatados cerca de 30 mil filhotes. A expectativa é que o número de exemplares resgatados e soltos na praia do Piteroçu seja ainda maior.

De acordo com Maria Bentes, gerente da GRX, esse trabalho é essencial, pois com a cheia do rio a areia vai compactando e dificultando a saída dos filhotes dos ninhos. “Temos uma equipe de 14 pessoas trabalhando incansavelmente. Dessa forma, finalizamos as ações de manejo das tartarugas, iniciado em setembro do ano passado, com a migração reprodutiva em direção ao Tabuleiro do Embaubal, o maior da América Latina”, contou.

FOTO: ASCOM IDEFLOR-BIO
DATA: 26.01.2017
SENADOR JOSÉ PORFIRO – PARÁ

Ainda na tarde de hoje, a equipe de campo da Semat, que atua diretamente no Tabuleiro do Embaubal, fará seu primeiro treinamento. Na oportunidade, eles serão orientados sobre o trabalho realizado pelo Ideflor-bio, para entender o que são e como funcionam as Unidades de Conservação, quais as regras e a legislação ambiental estabelecidas para essas áreas, além de definirem uma metodologia participativa que leve em conta as expectativas e problemas já enfrentados desde o inicio dos trabalhos. A intenção é avaliar periodicamente a equipe e capacitá-la de forma contínua, garantindo a qualidade do trabalho na UC.

Reuniões – Além do manejo das tartarugas, a equipe do Ideflor-bio vem realizando várias reuniões interinstitucionais para definir o cronograma de ações para este ano. Uma delas foi realizada na sede da Semat, onde foram apresentadas as ações desenvolvidas em 2016 e o planejamento para 2017. Muitas delas serão em parceria com a Semat.

Em paralelo, o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) segue seu patrulhamento na área, impedindo a caça ilegal de tartarugas adultas que ainda não conseguiram sair da Unidade de Conservação (UC), provavelmente devido aos níveis baixos das águas do Rio Xingu. Com as chuvas na região, as tartarugas tendem a seguir pra suas áreas de origem. A ação do Batalhão também resultou na apreensão de redes de pesca irregulares e mapuá (apetrecho utilizado para a pesca da tartaruga).

Por Denise Silva

Fonte: Agência Pará

Banner rodapé fornecedor

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-3bw

Você pode gostar...