Inseminação artificial em bovinos: Conheça os ganhos proporcionados pela técnica!

A inseminação artificial em bovinos é considerada uma importante biotecnologia reprodutiva empregada ao melhoramento genético do rebanho. Aliás, a indústria bovina está cada vez mais dependente deste tipo de técnica e o seu sucesso está muito atrelado ao grande impulso gerado na cadeia produtiva. Classificada como a primeira das biotecnologias reprodutivas, a inseminação artificial e responsável pela disseminação de genes no mundo.

Tecnicamente se caracteriza como a deposição mecânica de sêmen do macho, com genética superior, em uma fêmea previamente selecionada. O objetivo principal é a união do espermatozóide com o ovócito. Vale ressaltar que a IA, quando comparada com as demais biotecnologias reprodutivas, é considerada um dos instrumentos mais acessíveis economicamente no melhoramento genético do rebanho.

Acompanhe com a gente até o final do artigo e confira dicas importantes. Boa leitura!

Ganhos proporcionados pela Inseminação artificial

Todo produtor rural busca pela bom desempenho reprodutivo do seu rebanho, seja ele de corte ou de leite. Com o emprego de técnicas de inseminação artificial o número de animais gerados na propriedade aumenta. Ou seja, o produtor tem a possibilidade de aumentar o seu plantel em larga escala, gerando vantagens para toda a cadeia de produção. Listamos algumas, confira:

  • Melhoramento genético
  • Cruzamento entre raças
  • Padronização do rebanho
  • Maior facilidade da estação de monta
  • Estocagem e transporte de material genético
  • Controle de doenças sexualmente transmissíveis

Sobre a inseminação artificial em tempo fixo

Os países em desenvolvimento têm aumentado cada vez mais o seu consumo de proteína animal, porém, apenas através de investimentos em técnicas como a IA e programas de melhoramento genético é que os pecuaristas têm oportunidade de aumentar a taxa de desfrute do seu rebanho. A técnica de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) possibilita sincronizar a ovulação das fêmeas por meio da administração de medicamentos em dias previamente estabelecidos.

Identificar o cio é considerada uma das maiores dificuldades, sem contar o risco de provocar altos prejuízos ao produtor. No caso da IATF não é preciso observar o cio, pois, possibilita que muitos animais sejam inseminados no mesmo dia. A técnica fundamenta-se na sincronia dos períodos férteis das fêmeas bovinas, para inseminar o maior número em horários agendados com uma boa taxa de concepção. Abaixo listamos as principais vantagens obtidas pela técnica, confira:

  • Concentra os nascimentos e o desmame nas melhores épocas do ano;
  • Redução do descarte e da reposição de matrizes no rebanho de cria;
  • Aumento da taxa de prenhez ao final da estação de monta;
  • Maior padronização do rebanho e das carcaças;
  • Aumento do número de bezerros nascidos;
  • Redução do intervalo entre partos;
  • Redução da idade ao abate.

Exigências da IATF

Para o sucesso da técnica nas propriedades é fundamental que a mesma seja executada e assistida por médicos veterinários capacitados. E mais, outros fatores como manejo nutricional e sanitário adequados e observação de fêmeas em boas condições corporais, representam impacto direto nos resultados. Apesar das vantagens que já foram citadas até aqui, a inseminação artificial em bovinos (em tempo fixo) apresenta algumas exigências que merece atenção especial. A IATF requer:

  • Profissionais envolvidos bem treinados e capacitados;
  • Local adequado para armazenamento do sêmen;
  • Utilização de equipamentos especiais;
  • Mais tempo que os serviços naturais.

O ponto principal de destaque é que o trabalho de inseminação não pode ser apreendido por tentativa e erro. Afinal, todos sabemos da Logo, é preciso estar realmente preparado e capacitado através da prática de realização dos procedimentos.

É preciso se manter em constante atualização

A inseminação artificial trouxe grandes impactos para a cadeia de produção bovina, estando presente em todos os segmentos. São grandes as expectativas em torno do desenvolvimento, considerando que existe um futuro promissor. Sabemos que todos os elos envolvidos nesta cadeia são altamente dependentes da IA enquanto fator de multiplicação genética e melhoramento do rebanho.

Porém, apesar de todas as vantagens citadas até aqui,  está diretamente relacionado com a capacitação dos médicos veterinários. E como os profissionais de inseminação artificial em bovinos são bem remunerados, o segmento é muito concorrido. Agora, imagine você recebendo treinamento completo e individualizado, contando com uma super estrutura e diversos troncos de contenção e animais suficientes para realização dos procedimentos. Demais né?

 

Repost: Revistaagropecuaria

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5lH

Você pode gostar...

×