Instituições de Mato Grosso criam grupo de pesquisa sobre MIP – Embrapa

Uma reunião realizada na última semana em Rondonópolis marcou a criação do grupo de pesquisa “Manejo integrado de pragas em sistemas produtivos de Mato Grosso”. O grupo reúne pesquisadores da área de entomologia de seis instituições do estado e visa avançar nas pesquisas sobre MIP.

Foto: Fundação MT

Foto: Fundação MT

Participam do grupo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT), Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt), Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a empresa Assist Consultoria e Experimentação Agronômica.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril Rafael Pitta a reunião surgiu pela necessidade dos pesquisadores conhecerem as áreas de atuação dos colegas, visando evitar a duplicidade de pesquisas no estado e estimulando os trabalhos interinstitucionais.

No encontro, cada participante apresentou as pesquisas que conduz e os principais resultados obtidos. Na sequência, eles discutiram possíveis projetos de pesquisa em rede e decidiram pela criação do grupo de pesquisa vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A expectativa é que o grupo seja uma oportunidade para dar maior eficiência à investigação científica, respondendo mais prontamente as demandas do setor produtivo.
Rafael ressalta ainda que o grupo não é fechado e tem interesse na entrada de novas instituições e de outros entomologistas que não participaram desta primeira reunião.

Além de Pitta, a Embrapa está representada no grupo pela pesquisadora da Embrapa Algodão Sandra Rodrigues.

 

Gabriel Faria (mtb 15.624/MG JP)
Embrapa Agrossilvipastoril

Fonte: Embrapa

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/hyuYm

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar