Leite: ‘Diferença entre EUA e Brasil é que aqui o produtor deixará atividade’

Comentarista Benedito Rosa critica que enquanto governo brasileiro prorroga dívidas e oferece mais crédito bancário, nos EUA, Trump deu US$ 3 bilhões aos produtores de leite

A pandemia causada pelo novo coronavírus reduziu as vendas das indústrias de leite e queijos em 40%, aponta a Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Apil). Segundo a entidade, o setor está recebendo o produto do campo, mas não consegue repassar ao consumidor todo o volume que é produzido.

Na avaliação do presidente da associação, Délcio Giacomini, os governos têm que adotar iniciativas de geração de capital de giro para poder bancar o leite produzido pelo produtor que as indústrias recebem.

O comentarista do Canal Rural e ex-secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura, Benedito Rosa, comenta as diferenças nos pacotes de auxílio que os governo do Brasil e dos Estados Unidos ofereceram aos produtores de leite afetados pela pandemia do coronavírus.

Para os pecuaristas norte-americanos, ele ressalta que o presidente Donald Trump dará US$ 3 bilhões para compensar as perdas de renda. Já aqui no Brasil, ele critica que o máximo que o governo conseguiu fazer foi prorrogar dívidas e oferecer mais crédito bancário.

“São caminhos diferentes. Numa situação como essa, o produtor de leite dos EUA após a pandemia vai voltar a produzir. No Brasil, produtor de leite não vai voltar a produzir”, afirma.

Fonte: Canalrural

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-614

Você pode gostar...