Liberação de Crédito Agrícola está Atrasada

De acordo com a SNA (Sociedade Nacional de Agricultura), há atraso nas contratações do crédito rural para custeio, comercialização e investimento da safra 2015/16. segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o montante desse financiamento soma R$ 40 bilhões entre os meses de julho e setembro deste ano.

00FINANCIAMENTO_VBP_06Essa quantia representa apenas 21% dos R$ 187,7 bilhões anunciados no Plano Agrícola e Pecuário (PAP) para o atual ciclo agrícola. Muitos produtores rurais até conseguiram assinar o contrato de financiamento, mas o dinheiro não entrou ainda em suas contas ou tiveram seus limites reprovados pelas instituições financeiras.

“Este atraso é preocupante porque, além da avaliação de crédito aplicada pelos operadores do SNCR (Sistema Nacional de Cadastro Rural) estar muito mais restritiva, no diz respeito às garantias e até na exigência de comprovação de hedging, os valores não se elevaram na mesma proporção do aumento do custo de produção”, analisa o diretor da Sociedade Nacional de Agricultura Fernando Pimentel.

De acordo com Pimentel, produtores com elevado percentual de arrendamento estão tendo dificuldades de aprovar o crédito: “Até os produtores de rating melhor (nota que as agências internacionais de classificação de risco de crédito atribuem a um emissor) estão observando atrasos na liberação e muitos receberam aprovação em setembro, muito próximo do período de plantio”, comenta Pimentel.

Em sua opinião, “vamos ver algumas safras com certos problemas, com redução drástica das áreas de culturas de custeio muito elevado, a exemplo do algodão, e muitos casos em que o produtor terá de baixar o nível de tecnologia, por causa do custeio limitado”.

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbCzueo

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar