WhatsApp - 94.99148.2775

Mercado nacional de silvicultura cresceu 17% nos últimos três anos

A Silvicultura encontra no Brasil um ótimo solo para os negócios, tanto do ponto de vista econômico como ambiental. Enquanto China, Japão e Estados Unidos, campeões em extensão de florestas plantadas, não possuem mais terras disponíveis, o Brasil tem ainda muita área para ser explorada. Em três anos, o mercado nacional cresceu 17%, com destaque para o setor de celulose, que de 2012 para 2013 aumentou a produtividade em 12,6%. Hoje são 7,6 milhões de hectares plantados, o que equivale a quase duas vezes toda a extensão da Suíça.

eucalipto2O setor vem atraindo investimentos e tecnologias, fomentados pelas fábricas de papel, painéis de madeira, e energia. “Apesar da alta da inflação e da queda da competitividade internacional, o setor continua crescendo e vai fechar 2014 com números positivos” afirma Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), que representa empresas e entidades da cadeia produtiva de árvores plantadas para fins industriais. São Paulo, Minas Gerais e Paraná possuem metade do estoque do País.

Em 1970, cadahectare plantado rendia em torno de 20 metros cúbicos ao ano. O número dobrou. “Hoje o eucalipto brasileiro produz por volta de 42 metros cúbicos, por hectare ao ano. Suécia e Finlândia, que são grandes players mundiais, produzem cerca de 6 metros cúbicos por hectare/ano,” diz Edson Tadeu Iede, chefe-geral e pesquisador do departamento de Florestas, da Empresa Brasileira de pesquisa Agropecuária (Embrapa). Até 2020 o setor privado deve investir R$53 bilhões em florestas plantadas.

Fonte: Portal do Agronegócio

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbCELSz
Sobre o autor
Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Posts relacionados

Seja o primeiro a comentar