Merenda escolar terá incremento da agricultura familiar, em Parauapebas

A partir de janeiro do próximo ano, o escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Parauapebas, no sul do estado, vai iniciar a qualificação de 400 famílias de agricultores para inserção no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), visando a comercialização de produtos hortifrutigranjeiros para a merenda escolar do município. A meta é aumentar em mais 50% a produção para atender a demanda a partir de abril.

agricultura-familiar-1-300x225De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater, Raimundo Júnior, as famílias já são assistidas pela empresa e o trabalho de qualificação – fruto de parceria com a prefeitura local – tem o objetivo de diversificar e ampliar a produção de hortaliças, frutíferas e galinha caipira para abastecer a demanda já existente. “Será incentivado o cultivo de folhosas como alface, couve e rúcula, nas propriedades, assim como de acerola, cupuaçu, banana e açaí, para polpa”, especificou.

O primeiro passo será fazer o levantamento de aptidão de cada família, separando pelas seis microrregiões, para definir o que cada área irá produzir. “Por exemplo, a acerola, como produto altamente perecível, não compensa ser cultivado longe do centro de processamento. Também iremos introduzir a tecnologia de irrigação por aspersão ou gotejamento para garantir a produção durante todo o ano”, explicou Júnior. Depois desse planejamento, a Emater passará a cadastrar as famílias para a emissão de Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar e posterior elaboração de projetos de financiamento para investimento na atividade. Toda a produção será beneficiada pela Cooperativa Mista dos Produtores Rurais da Região de Carajás.

As 400 famílias pertencem aos Projetos de Assentamento Rio Branco; Palmares I e II; Barra do Cedro; Carlos Fonseca; Araçatuba; Lana; as comunidades Cedere I, Colônia Paulo Fonteles e ainda a comunidades circunvizinhas dos municípios de Marabá, Canaã dos Carajás e Curionópolis. “Nossa expectativa é que as famílias tenham um acréscimo em mais de 100% no orçamento, comercializando para a merenda escolar”, afirmou o técnico da Emater.

Fonte: Agência Pará

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbZyk2D

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar