Milho mantém tom positivo ao longo do pregão desta 3ª feira na CBOT com cobertura de posições vendidas – Notícias Agrícolas

Fonte: Internet

Fonte: Internet

As cotações futuras do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) mantêm as ligeiras altas ao longo do pregão desta terça-feira (4). Perto das 12h12 (horário de Brasília), os principais vencimentos da commodity testavam leves ganhos entre 0,25 e 0,50 pontos. O contrato dezembro/16 se mantinha estável em US$ 3,46 por bushel, já o março/17 era cotado a US$ 3,56 por bushel.

De acordo com informações do site Farm Futures, as cotações ainda encontram suporte na cobertura de posições vendidas. “Os preços do milho estão tentando segurar os ganhos do dia anterior, que teve o dezembro/16 acima do suporte de resistência. Com isso, há a possibilidade que o contrato chegue a US$ 3,66 por bushel a US$ 3,68 por bushel, caso a postura amigável se mantenha no mercado”, pondera Bryce Knorr, editor e analista de mercado do portal.

Do lado fundamental, os investidores acompanham de perto o andamento da colheita da safra 2016/17 nos Estados Unidos. Ainda no final da tarde desta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) indicou a colheita completa em 24% da área semeada nesta temporada.

Apesar de estar em linha com o mesmo período do ano anterior, o número está ligeiramente abaixo da média dos últimos cinco anos, de 27%. Ainda no relatório, o departamento revisou para baixo o índice de lavouras em boas ou excelentes condições, de 74% para 73%.

“O ritmo relativamente lento da colheita continua apoiar os preços à vista em algumas áreas também”, reforça Bryce Knorr. Em Iowa, apenas 10% da área foi colhida com o cereal até o momento.

Além disso, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 100 mil toneladas do cereal para destinos desconhecidos, O volume negociado deverá ser entregue na temporada 2016/17.

BM&F Bovespa

As cotações futuras do milho operam com leves altas nesta terça-feira (4) na BM&F Bovespa. Por volta das 12h34 (horário de Brasília), os contratos da commodity exibiam ganhos entre 0,02% e 0,55%. O contrato novembro/16 era cotado a R$ 43,69 a saca. O vencimento março/17 exibia leve queda, de 0,86%, com a saca a R$ 40,45.

Os preços, em sua maioria, acompanham a movimentação do mercado internacional. A moeda norte-americana também trabalha em alta nesta terça-feira. Às 12h40 (horário de Brasília), o câmbio operava a R$ 3,2317, com valorização de 0,81%.

Por: Fernanda Custódio

Banner rodapé fornecedor

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-2O9

Você pode gostar...