Ministério da Agricultura autoriza pesca industrial da tainha – Globo Rural

A redução, ano a ano, no número de empresas na pesca da tainha ocorre a pedido das autoridades ambientais

O Ministério da Agricultura publicou nesta terça-feira (14/6) a portaria no Diário Oficial da União (DOU) com as 40 embarcações autorizadas para a pesca industrial da tainha na temporada iniciada em 1º de junho, com término em 31 de julho no Sul e Sudeste do país. Segundo o secretário-executivo da Pasta, Eumar Novacki, todas as autorizações são de empresas que não operaram até 2015. A renovação ocorreu por conta de irregularidades nas embarcações anteriores e prevê ainda a redução de 20% no volume de barcos em relação ao ano passado.

As autorizações concedidas hoje são para barcos entre 10 toneladas e 20 toneladas que utilizam as chamadas redes aniladas. 

(Foto: Creative Commons)

(Foto: Creative Commons)

A redução, ano a ano, no número de empresas na pesca da tainha ocorre a pedido das autoridades ambientais e será tema de um encontro do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com representantes do Ministério do Meio Ambiente e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O encontro será às 15 horas, na sede do ministério, em Brasília (DF), e a ideia, segundo a assessoria de Maggi, é discutir normas mais claras para a captura do peixe por pescadoresindustriais.

Após assumir a Pasta, há um mês, Maggi suspendeu as autorizações de pesca da tainha e fez uma chamada para novas companhias interessadas em atuar na temporada deste ano. O atraso para a publicação da portaria trouxe protestos na semana passada, com o fechamento de rodovias e de terminais pesqueiros na semana passada em Santa Catarina.

As autorizações concedidas hoje são para barcos entre 10 toneladas e 20 toneladas que utilizam as chamadas redes aniladas. O período de autorização, até o fim do próximo mês, coincide com o defeso – período de proibição – da pesca da sardinha.

Por Estadão Conteúdo

Fonte: Globo Rural

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/L4GZD

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar