Operação destroi plantações de maconha na divisa do Pará com o Maranhão – Agência Pará

Uma operação policial realizada no nordeste paraense resultou na destruição de dez plantações de maconha e na apreensão de 1,5 mil pés da erva, além de 500 mudas, cinco quilos de sementes e parte da droga já beneficiada. Denominada de Tapera, a ação teve início na última segunda-feira (21) e prossegue ao longo desta semana. O primeiro balanço parcial, divulgado hoje, corresponde aos dois primeiros dias da operação, que envolve a participação de 30 policiais da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e das Superintendências da Polícia Civil nas Regiões Integradas de Segurança Pública Guamá (3ª RISP) e Caeté (6ª RISP), além de 12 policiais militares do Comando de Operações Especiais (CME), três peritos criminais do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e duas equipes – compostas por oito agentes – do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp) no apoio com helicópteros para sobrevoo e localização dos roçados na região.

Segundo o delegado Hennison Jacob, diretor da Denarc, as áreas identificadas com roçados de maconha durante os levantamentos estão localizadas na região entre os rios Piriá e Gurupi, na divisa do Pará com o Maranhão. Ele explica que essa foi apenas uma das etapas da operação. “A ação policial vai prosseguir por outros municípios do Pará objetivando a localização e eliminação de plantações de maconha, bem como a identificação e prisão dos responsáveis por esses cultivos ilegais”, explica.

Até o momento nenhuma prisão foi feita, pois ao perceber a chegada dos policiais às áreas de plantação os responsáveis abandonaram os locais, deixando para trás equipamentos e utensílios de trabalho, como baldes, galões para transporte de combustível e até um motor do tipo motobomba. Dentro de um dos campos de cultivo, localizado no meio da mata, os policiais encontraram fábricas clandestinas de armas artesanais, conhecidas como “bofetes”, que são usadas em armadilhas instaladas para afastar possíveis invasores. No local, também havia cartuchos de arma de fogo que seriam usados nessas armas. Os pés de maconha encontrados foram retirados e em seguida queimados junto com os objetos usados no cultivo da droga. 

Para localizar as áreas de plantação no meio da mata, os policiais contam com apoio de helicópteros, já que os terrenos são de grande extensão. Toda operação conta com apoio da Secretaria de Segurança Pública, da Delegacia Geral da Polícia Civil, Comando Geral da Polícia Militar e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

Apreensão

Em Tailândia, nordeste do estado, uma guarnição do Batalhão Rodoviário da PM apreendeu mais de 100 quilos de maconha na madrugada desta quarta-feira (23). A droga foi encontrada durante a abordagem a um veículo, cujo condutor fugiu em direção à mata ao perceber a aproximação dos policiais. Apesar das buscas feitas no local, a escuridão dificultou a localização do suspeito, que permanece foragido. No interior do veículo foram encontrados 111 tabletes da droga. O material foi conduzido para a Divisão de Narcóticos, em Belém. 

Apreensão

No dia 11 deste mês, outros 128 tijolos de maconha foram apreendidos durante uma abordagem do Batalhão de Policiamento Rodoviário a um automóvel que passava pelo posto de fiscalização do município de Moju, à altura do Km 9 da PA-150. Ao serem alertados para reduzir a velocidade e parar no acostamento, os ocupantes também abandonaram o veículo e fugiram pelo mato.

Um balanço das operações do Batalhão de Polícia Rodoviária nos últimos dez meses deste ano aponta um saldo positivo. O relatório aponta que o número de veículos recuperados nesse período cresceu 75%, somando 432, contra 196 no ano passado. Nas rodovias estaduais sob responsabilidade do Batalhão, o número de apreensões de armas de fogo e drogas também aumentou. Essa redução deve-se, principalmente, ao trabalho de fiscalização ativa nos locais onde as infrações normalmente ocorrem.

Somente de janeiro a outubro deste ano, 256 armas foram tiradas de circulação e mais de 100 quilos de entorpecentes apreendidos. 

Nos últimos dez meses, 275 acidentes foram registrados nas rodovias estaduais, contra 441 em 2015. De acordo com o tenente coronel Sérgio Fialho, comandante do Batalhão Rodoviário da PM, a orientação aos motoristas para que de redobrem a atenção em locais perigosos e não consumam bebida alcoólica são fatores determinantes para a redução destes números.

(Colaboração de Cristiani Sousa – Ascom PM)

Por Walrimar Santos

Fonte: Agência Pará

Banner rodapé fornecedor

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-2Yt

Você pode gostar...