Pandemia gera incerteza para feiras do agronegócio em 2020, diz presidente da Agrishow

Principal evento do setor, que movimentou cerca de R$ 3 bilhões em 2019, foi cancelado neste ano e remarcado para 2021.

Público confere novidades para o agronegócio expostas na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto, SP — Foto: Érico Andrade/G1

Público confere novidades para o agronegócio expostas na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto, SP — Foto: Érico Andrade/G1

cancelamento da Agrishow 2020, maior feira agrícola do país e que movimentou R$ 3 bilhões em 2019, por causa do novo coronavírus cria um cenário incerto para os eventos do agronegócio neste ano.

Desde meados de março, diversas feiras do setor suspenderam a realização nas datas previstas por conta da pandemia. A Agrishow, que é realizada em Ribeirão Preto (SP), foi a primeira grande a adiar sua edição, que começaria no fim de abril.

A decisão de cancelar a edição deste ano foi anunciada no último dia 1º. Segundo Francisco Matturro, presidente da Agrishow, a incerteza sobre a estabilização da pandemia foi o principal motivo. “O quadro está absolutamente indefinido”, disse ao G1.

“As empresas foram se desmobilizando desde o primeiro adiamento da feira (em março). Não tem como movimentar mais de 800 expositores, cerca de 6 mil trabalhadores sem ter a certeza da realização da feira”, diz o presidente da feira que levou cerca de 160 mil visitantes em 2019.

Agrishow exibe tratores, colheitadeiras, softwares, pulverizadores e outros equipamentos para facilitar o trabalho no campo — Foto: Érico Andrade/G1

Agrishow exibe tratores, colheitadeiras, softwares, pulverizadores e outros equipamentos para facilitar o trabalho no campo — Foto: Érico Andrade/G1

ExpoZebu, outro grande evento do setor, focado em pecuária e realizado em Minas Gerais, seguiu o mesmo caminho e, depois, em abril, decidiu cancelar a edição 2020. O mesmo ocorreu com a Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães, um pólo da soja e do algodão.

Ano ‘perdido’

Matturro, da Agrishow, vê 2020 como um ano “perdido” para eventos do agronegócio.

“O país precisa entrar na ‘zona verde’, e aí vamos ter um novo normal e novas regras para realização de eventos. Eu vejo pouca possibilidade de se fazer grandes feiras a céu aberto neste ano.”

“O que eu desejo e espero é ter uma grande feira (em 2021). Vamos seguir todas as regras sanitárias que forem impostas. Nosso desejo é organizar a maior Agrishow da história no próximo ano.”

No segundo semestre, uma outra grande feira do setor, a Expointer, no Rio Grande do Sul, está mantida, em data a ser definida.

“A Expointer 2020 está mantida, com data limite de realização até o fim de setembro. O novo calendário será definido pelas Secretarias da Agricultura e Saúde, em conjunto com as entidades co-promotoras da tradicional feira, que neste ano celebra os 50 anos do Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio”, disse a organização em nota divulgada no último dia 5 de maio.

Governador MG Romeu Zema Expozebu ABCZ Uberaba 2019 — Foto: Alysson Oliveira/Divulgação

Governador MG Romeu Zema Expozebu ABCZ Uberaba 2019 — Foto: Alysson Oliveira/Divulgação

Bahia Farm Show 2018 — Foto: Divulgação

Bahia Farm Show 2018 — Foto: Divulgação

Parque de Exposições Assis Brasil, sede da Expointer, no Rio Grande do Sul — Foto: Divulgação/Seapdr

Parque de Exposições Assis Brasil, sede da Expointer, no Rio Grande do Sul — Foto: Divulgação/Seapdr

Fonte:  Rikardy Tooge, G1

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-67n

Você pode gostar...