Parceria vai impulsionar o cultivo da soja no nordeste paraense

O acordo de cooperação técnica oficializado, entre Embrapa, Sindicato Rural de Castanhal e Secretaria Municipal de Agricultura, vai apoiar o cultivo de soja na região do Guamá e Caeté. O objetivo, segundo a agrônoma Mazillene Borges, analista da Embrapa Amazônia Oriental, é instalar unidades experimentais de cultivo de soja em áreas de produtores para avaliar sistemas sustentáveis de produção desse grão na região.

O diretor do sindicato, Francisco Gomes, afirma que o cultivo da soja é uma demanda antiga dos produtores de Castanhal e municípios vizinhos. “Os produtores querem iniciar seus plantios, mas ainda precisam de orientações técnicas da pesquisa para investir nessa cultura”, ressaltou.

De acordo com Roni Azevedo, pesquisador da Embrapa, o estado do Pará plantou, em 2018, cerca de 450 mil hectares de soja, sendo mais de 200 mil na região Paragominas, que é o principal pólo produtor de grãos do estado.

Além de avaliar cultivares de soja já desenvolvidas pela Embrapa, o trabalho poderá gerar novos materiais genéticos adaptados à região, segundo o pesquisador Jamil El Husny, da Embrapa.

O secretário de agricultura de Castanhal, Francisco Carlos de Souza, ressaltou a necessidade de aproveitar áreas alteradas para a produção de alimentos. “O cultivo sustentável da soja, com base em tecnologia e pesquisa, é uma alternativa para gerar renda e alimentos para a população local”, completou.

A ação faz parte do projeto Transferência de Tecnologias e Comunicação para Sistemas Sustentáveis de Produção de Soja, liderado pela Embrapa Soja (Londrina-PR).

Fonte: Embrapa

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5iF

Você pode gostar...