Pecuaristas querem mudanças no Funrural

Produtores de várias regiões pretendem formalizar proposta de alteração do tributo

A cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) segue causando polêmica na cadeia produtiva. Em painel realizado na manhã desta sexta-feira, 17 de novembro, durante a Intercorte, em São Paulo, SP, o pecuarista Mauro Lúcio Costa, da Fazenda Marupiara, de Paragominas, PA, convocou os pecuaristas de todas as regiões do país a se unirem para formalizar uma proposta de alteração no Funrural.

Mauro Lúcio Costa, da Fazenda Marupiara, acredita que alíquota deveria ser de 1% a 1,5%

“Acreditamos que devemos pagar esse tributo, mas são necessárias alterações. O texto base é da década de 1970 e está completamente defasado. Naquela época, o funcionário não tinha direito a nenhum benefício e o setor era informal, hoje a situação mudou e o empregador já paga tributos como INSS”, avaliou.

Umas das propostas do pecuarista é a mudança no valor da alíquota do tributo. “A cobrança de 2,3% é totalmente abusiva e compromete a margem dos produtores”, destacou. “Um valor justo seria entre 1 e 1,5%”, acrescentou.

Outra sugestão de mudança é que o pecuarista tenha a opção de realizar o pagamento sobre o faturamento ou com desconto em folha de pagamento.”Já que teremos que pagar, que pelo menos possamos ter o direito de escolher a forma de fazer isso”.

Ao fim do debate, os pecuaristas se reuniram para produzir um documento com essas propostas. De acordo com Costa, esse documento será levado à Brasília, DF, na proxíma semana. Ele espera contar com a presença de produtores do PA, MT, SP, MG e CE.

Fonte: Portal DBO
Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rb68cWr

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...