Prêmio AgroPará elege os melhores de 2015

As personalidades de maior destaque do agronegócio no Estado foram agraciadas com o Prêmio AgroPará 2015. Lançada pelo DIÁRIO, a premiação ocorreu na noite de ontem, no auditório Albano Franco, da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), reunindo os maiores representantes do setor no Pará. Ao todo, 15 empresários ou empreendimentos foram escolhidos por reunirem todas as condições para o desenvolvimento da atividade, desde a capacidade de negócio até a geração de emprego.

O consultor do prêmio, o zootecnista Guilherme Minssen, explicou que as honrarias são destinadas aos destaques absolutos da produção paraense, após rigorosa seleção técnica, que levou em conta os empreendimentos que estão respondendo mais positivamente em cada categoria. “Esta noite reúne o que há de melhor no agronegócio paraense”, destacou.

Após a premiação, o Diretor-Presidente do DIÁRIO, Jader Filho, falou da importância do evento que, segundo ele, é um reconhecimento do Grupo RBA a um segmento que cresce cada vez mais na economia do Estado e que vem contribuindo sobremaneira para o desenvolvimento do Brasil na última década. “É um segmento promissor com potencial de produção e sustentabilidade, mas que ainda precisa ser mais valorizado”, disse Jader Filho.

EXPECTATIVA

Cada categoria concorria com 3 finalistas. A revelação dos ganhadores gerou muita expectativa entre os concorrentes. O superintendente da Associação Brasileira de Exportadores de Gado (Abeg) Gil Reis, foi o primeiro homenageado da noite, com menção honrosa pelo trabalho que vem desenvolvendo no segmento. O último premiado, o empresário Winston Diamantino, ganhou o prêmio na categoria “Produção Animal” e discursou em nome de todos os premiados. “O Pará tem uma diversidade cultural fantástica para o agronegócio”, comemorou. “E esse prêmio simboliza o esforço e o trabalho de cada um de nós fazemos para tornar esse setor ainda mais desenvolvido.”

Emocionado com o prêmio na categoria Apicultura, o empresário Gerson de Morais, falou da longa trajetória para se tornar o maior produtor de mel do Estado, após 20 anos de dedicação à atividade. “É uma atividade ainda nova no Estado, mas que tem condições de colocar o Pará como o maior produtor de mel nos próximos 10 anos”, garante Morais. Para ele, o prêmio não apenas estimula o empresário, como reconhece os setores do agronegócio que contribuem para alavancar a economia do Pará.

destaque-353751-4[1]

VEJA OS VENCEDORES

Categoria ProduçãoAnimal

Bovinos: Winston Diamantino
Bubalinos: Nilson Gusmão
Equinos, Asininos e Muares: Severino Ramos de Moura e Maria Ilza Leal de Moura
Ovinocultura e Suinocultura: Pagrisa
Avicultura: Yasuhide Watanabe
Exportação da Pecuária: Mercúrio Exportadora LTDA
Psicultura/ Aquicultura: Gilberto Santos Vaz
Apicultura: Gerson de Morais

Categoria Produção Vegetal 

Soja, milho e arroz: Toni Filter
Palma: Mejer Agroflorestal LTDA
Citros: Júnior Zamperlini, da Citropar
Açaí: Nazareno do Point
Cacau: Ivan Dantas Ferreira
Madeira: Grupo Concrean
Mandioca e Feijão Caupi: Benedito Dutra Luz Souza

Fonte: (Leidemar Oliveira/Diário do Pará)

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbzO0f9

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar