Programa ABC liberou R$ 450 milhões em novembro

O Programa de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), liberou, apenas no mês de novembro, R$ 452,9 milhões em créditos para produtores rurais, em uma área de 220 mil hectares.

Por meio do programa, já foram utilizados R$ 8,9 bilhões pela agropecuária brasileira, num total de 29.347 contratos, desde seu lançamento, em 2011.

Para o ano safra de 2014/2015, foram disponibilizados ao produtor rural um montante de R$ 4,5 bilhões de reais, com taxas de juros que variam de 4,5% a 5% ao ano, com prazos de carência e pagamento variando de seis a 15 anos. Desse montante, R$ 1,4 bilhões já foram utilizados, desde o início do ano safra, em julho. Os números representam um crescimento de 57% em relação ao mesmo período do ano passado.

ABC 2014

Durante o ano de 2014, o ABC esteve envolvido em diversos eventos, como forma de divulgar o programa. Esteve presente no Rally da Safra 2014; Seminário ao Dia Nacional da Conservação do Solo; Encontro Nacional do Plano ABC; Participação no Rally da Pecuária e Plano ABC 2014; Seminário ao Dia Nacional do Calcário; Seminário Intercâmbio Internacional sobre Agricultura Sustentável/AGROBRASÍLIA/DF; Seminário CONIRD e Seminário ao Ano Internacional dos Solos.

Para o secretário Caio Rocha, da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), o “ABC é um programa estruturado com apoio da nossa pesquisa, da assistência técnica e do comprometimento do setor financeiro por meio de toda sua rede de crédito agrícola”, afirma.

O ABC

O programa é dividido em sete eixos – seis de mitigação ao processo de mudança climática e um de adaptação. O planejamento e adoção de tecnologias de produção sustentáveis envolvem a recuperação de pastagens degradadas (RPD), integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF), sistemas agroflorestais (SAFs), sistema plantio direto (SPD), fixação biológica de nitrogênio (FBN), florestas plantadas (FP), tratamento de dejetos animais (TDA) e adaptação às mudanças climáticas.

A abrangência do Plano ABC é nacional e seu período de vigência é de 2010 a 2020, sendo previstas revisões e atualizações em períodos regulares não superiores a dois anos, para readequá-lo às demandas da sociedade, às novas tecnologias e incorporar novas ações e metas, caso se faça necessário.

Para o alcance dos objetivos traçados pelo Plano ABC, no período compreendido entre 2011 e 2020, estima-se que serão necessários recursos da ordem de R$ 197 bilhões, financiados com fontes orçamentárias ou por meio de linhas de crédito.

Fonte: Ministério da Agricultura

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbXWzgI

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar