Provas presentes nos eventos mais importantes da raça Quarto de Milha

O cavalo quarto de milha tem como característica a grande força muscular. Junto ao seu cavaleiro, o animal é testado em competições que avaliam sua velocidade e capacidade de organização na lida do campo.

Esporte e Saúde

Esporte e Saúde

Confira as provas que estão presentes na maioria das competições da raça:

 :: Apartação

Essa prova coloca o cavalo contra uma rês. Cavalos de apartação devem possuir habilidade de manobrar um boi, chamada pelos competidores de senso do gado. Cavalo e cavaleiro devem se mover calmamente para dentro do rebanho, apartar um animal do rebanho, dirigí-lo ao centro da arena e mantê-lo afastado do rebanho.

O cavaleiro deve impedir que o boi, já apartado retorne ao resto do rebanho. O cavalo de apartação deve combinar os movimentos com o boi, antecipando todas as suas manobras. O juiz dá nota ao cavalo pela sua habilidade de impedir o boi de retornar ao rebanho, senso do gado, coragem e atenção. A nota é de 60 a 80, com média baseada em 70.

:: Bulldogging

Técnica, velocidade e precisão dos cavaleiros na hora de descerem do cavalo e derrubarem o boi marcam essa prova, que tem algumas semelhanças com o Laço em Dupla. Dois cavaleiros partem atrás de um boi. Quem fica à direita faz o trabalho de esteira, uma forma de garantir que ele não fuja da esquerda.

O cavaleiro, que fica do lado contrário, salta do cavalo em movimento em cima da cabeça do boi, derrubando-o e virando seu pescoço no chão. Vence quem fizer o trabalho no menor tempo.

O cavaleiro é desclassificado quando desce do outro lado do boi, se o boi, quando derrubado, cai do lado contrário ao do cavaleiro.

:: Conformação

Esse tipo de prova é usada como um parâmetro de julgamento de Conformação do cavalo quarto de milha americano como uma raça.

As classes de Conformação são divididas por idade e sexo. Os cavalos são avaliados pela correção estrutural, conjunto, grau de musculatura e características de raça e sexo. É dada ênfase às mais desejadas características que sobressaia a habilidade do cavalo para desempenhar uma função.

Os cavalos são apresentados com um cabresto de couro e antes são mostrados caminhando aos juízes, para serem avaliados os seus aprumos.

:: Cinco Tambores

A corrida de Cinco Tambores é uma prova de resistência, velocidade e adestramento. Consiste em fazer, no menor tempo possível, o trajeto segundo o diagrama, vencendo seu concorrente na dupla.

Ela começa com um fase classificatória, onde os concorrentes fazem o percurso individualmente, classificando-se os melhores tempos. Nas fases seguintes, são elaboradas as duplas que competem em sistema de eliminatórias, sendo vencedor aquele que vencer o último concorrente, isto é na dupla final.

:: Laço Cabeça

Trabalhando juntos como um time, cavaleiros em pasto aberto freqüentemente emparelhavam-se para pegar reses que eram muito grandes para ser pegas com uma só corda.

:: Laço de Bezerro

É uma das funções Western que continua sendo usada ainda hoje em fazendas de todo o mundo. Essa prova testa a habilidade do cavalo em seguir o bezerro em uma grande velocidade, dando ao cavaleiro a melhor oportunidade de pegá-lo. Os cavalos entram no brete e esperam calmamente o bezerro ser solto do brete. O cavalo e cavaleiro devem ficar atrás de uma barreira para dar vantagem à largada do bezerro.

O cavalo e cavaleiro são penalizados se partirem mais cedo, quebrando a barreira. Quando o bezerro é solto do seu brete, o cavalo deve correr em sua direção, seguir a velocidade do bezerro e o cavaleiro deve se posicionar onde ele possa laçá-lo. O laçador, então, joga seu laço e quando o bezerro é pego, o cavalo pára rapidamente. Enquanto o cavaleiro desmonta e derruba o bezerro para amarrar três de suas pernas juntas, o cavalo deve se manter parado e quieto (mas atento) e manter a corda esticada. (No passado, o propósito de se amarrar as pernas do bezerro, era de que ele poderia ser medicado, curado sem dar coice no Cowboy ou machucar a si mesmo).

O Laço de Bezerro é julgado quanto a calma do cavalo no brete, o quão bem o cavalo corre para alcançar o bezerro levando em conta sua velocidade e posicionamento; o quão bem o cavalo pára; e o quanto bem ele trabalha o final da laçada, mantendo a corda esticada sem arrastar o bezerro. A nota é de 0 a 100, com média baseada em 70.

:: Laço em Dupla

Na parte do laço de pé, no Laço em Dupla, o pezeiro pode laçar ambas as pernas traseiras ou somente uma e enrolar o laço. Novamente o cavalo é julgado quanto sua calma (quietude) dentro do brete, a rapidez como parte em direção ao garrote seguindo-o, sua habilidade em manter a mesma velocidade do garrote e posicionar o pezeiro, e sua habilidade de parar reto e intensamente, apertando a corda esticada depois que laçar.

É permitido a ambos, cabeceiro e pezeiro, jogar duas cordas com um tempo máximo (limite) de dois minutos, depois que o garrote for solto para ser laçado.

A nota é de 0 a 100, com média baseada em 70.

:: Laço Pé

Na parte do laço de pé, no Laço em Dupla, o pezeiro pode laçar ambas as pernas traseiras ou somente uma e enrolar o laço. Novamente o cavalo é julgado quanto sua calma (quietude) dentro do brete; a rapidez como parte em direção ao garrote seguindo-o, sua habilidade em manter a mesma velocidade do garrote e posicionar o pezeiro, e sua habilidade de parar reto e intensamente, apertando a corda esticada depois que laçar. É permitido a ambos, cabeceiro e pezeiro, jogar duas cordas com um tempo máximo (limite) de dois minutos, depois que o garrote for solto para ser laçado. A nota é de 0 a 100, com média baseada em 70.

:: Maneabilidade e Velocidade

Agilidade e velocidade são os requisitos necessários para os concorrentes da prova de maneabilidade e velocidade.

A prova deverá ter um percurso composto pelos seguintes movimentos: um salto (80 cm) no terço inicial da pista, um coração ou margarida, um recuo, um oito ou uma baliza, um esbarro e um rodopio e no máximo Três Tambores.

O percurso total não poderá ultrapassar 250 metros, vencerá a prova o cavalo que fizer o percurso completo em menor tempo. A cada falta cometida pelo competidor é acrescido em seu tempo cinco segundos.

:: Ranch Sorting

Ranch Sorting é uma prova de velocidade que consiste em dois cavaleiros transferirem dez cabeças de gado de um curral para o outro em uma seqüência determinada. A equipe que transferir todas as cabeças de gado na ordem correta no tempo mais rápido é a vencedora.

:: Rédeas

Desempenhar a função de rédeas em um cavalo não siginifica apenas guiá-lo, mas também dominar todos os seus movimentos. Em rédeas, é pedido ao cavaleiro para desempenhar um dos 13 percursos existentes pré-estabelecidos, os quais incluem: manobras prescritas de esbarros, spins (giros de 360 graus), rollbacks (esbarro com mudança de direção em 180 graus saindo ao galope), mudança de mão e círculos ao galope.

O cavalo deve ser voluntariamente guiado com pouca ou nenhuma resistência. O cavalo é julgado nos seus movimentos, cumprimento do percurso e atitude. A nota é de 0 a 100, com média baseada em 70.

:: Seis Balizas

Na prova de Seis Balizas o cavalo quarto de milha se desloca como se fosse um esquiador que desliza em seus esquis. Esse evento testa a agilidade e velocidade do cavalo. O percurso consiste em uma série de seis balizas distantes 6,50 metros uma das outras, nas quais cavalo e cavaleiro vão trançando as balizas em alta velocidade.

O cavalo corre até o final delas, vira na última e retorna trançando para fora e para dentro, trabalhando no caminho de volta para a primeira baliza. Então, ele faz o contorno na baliza da frente e volta costurando as balizas novamente, até atingir a última.

Neste ponto, ele completa o giro e volta em linha reta paralela à fila das balizas em direção à linha de chegada a toda velocidade. Será adicionada uma penalidade de cinco segundos para cada baliza que for derrubada.

:: Team Pennig

Este é um evento popular cronometrado, baseado nas tarefas originais dos cowboys da era Western. Como o próprio nome diz, um time de três cavaleiros deve isolar (separar) três cabeças de gado especificamente identificados do rebanho e então colocá-las em um curral do lado oposto da arena em 90 segundos (atualmente 120 segundos) de tempo limite. O tempo começa a ser contado, quando o focinho do primeiro cavalo cruza a linha de partida e termina quando o gado estiver dentro do curral. Os cavaleiros devem separar o gado designado a eles, tomando cuidado, para não deixar que mais de quatro reses cruzem a linha de partida, causando a desclassificação. Todo o gado, exceto aqueles que estão sendo encurralados, devem ser mantidos do outro lado da linha que está o resto do gado quando o tempo for pedido, senão o time será desclassificado.

:: Três Tambores

Os competidores correm contra o cronômetro, seguindo um percurso que consiste em três tambores dispostos triangularmente. Inicia-se a contagem do tempo, quando o focinho do cavalo cruza a linha de partida. Os competidores podem escolher o lado para começar o percurso, tanto direito como esquerdo do 1º tambor, contorná-lo e ir para o próximo tambor e completando o percurso depois de fazer o circulo em volta do 3º tambor. É permitido tocar nos tambores mas se algum tambor cair durante o percurso da prova, uma penalidade de 5 segundos será acrescida por tambor derrubado.

:: Working Cow Horse

O cavalo de Working Cow Horse é uma combinação de habilidade em Rédeas com o senso de gado. Com essa prova, se testa a destreza aplicável ao trabalho de lidar com o gado nas fazendas. A competição consiste em duas partes, o Trabalho de Rédeas prescrito e o Trabalho com o gado rebanho.

Na primeira parte da prova, o cavalo deve seguir um percurso onde são requeridos: mudanças de mão, spins e esbarros. Os juízes não olham apenas um cavalo que seja voluntariamente guiado, mas também controlado em todos os seus movimentos.

Na parte de trabalho com o rebanho, um boi é solto sozinho na arena. Primeiramente, o cavalo deve segurá-lo na ponta final da arena, demonstrando sua habilidade em contê-lo. Então, o cavalo deve dirigir o boi beirando a cerca da arena, virando-o em ambas as direções. Por isso que esta parte da prova é corretamente chamada de Trabalho de Cerca. Finalmente, o cavalo deve mover o bovino para o centro da arena, fazendo círculos ao redor do boi em ambas as direções.

O julgamento é baseado em boas maneiras, maciez, senso de rebanho e facilmente guiado no trabalho de rédeas. A nota é dada para cada parte do trabalho de 0 a 100, com 70 de nota média. Penalidades serão dadas aos cavalos que são excessivamente agressivos com o boi ou na falta de controlar o boi no final da arena.

Fonte: Rural Br

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbVdHJl

ruralbook

Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar