Receita com exportação de carne bovina cresce 13% em agosto, diz MDIC

As exportações de carne bovina apresentaram a maior alta entre as proteínas in natura no mês de agosto, com avanço de 13% na comparação com o mesmo mês do ano passado, para US$ 534,1 milhões. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (1/9) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o resultado reflete o aumento de 12,9% no preço médio da commodity, uma vez que o volume exportado ficou praticamente estável (+0,09%), em 109,4 mil toneladas.

As vendas externas de carne suína e de frango também cresceram na mesma base de comparação. Com receita de US$ 130,4 milhões, as exportações de carne suína avançaram 6,7%, impulsionadas também pelo preço médio, que saltou 37,4% no período. O volume exportado de carne suína in natura, no entanto, caiu 22,3%, para 35,5 mil toneladas.

Já o faturamento de US$ 580,7 milhões com as exportações de carne de frango em agosto representa uma alta de 3,7% ante agosto de 2013, reflexo, mais uma vez, do aumento de 4,5% no preço médio. O volume dos embarques de carne de frango in natura teve leve recuo de 0,8%, para 301,6 mil toneladas.

Em relação a julho de 2013, porém, apenas as exportações de carne suína in natura mantêm resultado positivo, com avanço de 3,3% em receita e 2,9% em volume. Enquanto isso, o faturamento das vendas externas de carne bovina caiu 6,6% e o volume embarcado, 7%. As exportações de carne de frango in natura tiveram a maior queda nessa base de comparação, com um recuo de 12,9% na receita e de 10,5% no volume exportado.

Acumulado do ano

De janeiro a agosto, as exportações de carne bovina in natura continuam sendo destaque no setor. No ano, as vendas externas de carne bovina somam US$ 3,833 bilhões, alta de 4,6% ante os US$ 3,664 bilhões faturados no mesmo período de 2013. Em volume, o crescimento é de 11,4%, de 739,3 mil toneladas para 824,4 mil toneladas.

Em receita, as exportações de carne suína in natura subiram 11,3% no acumulado de ano, passando de US$ 802 milhões em 2013 para US$ 893 milhões em 2014. Já em relação ao volume embarcado, houve queda de 7,3%, de 292 mil toneladas para 271 mil toneladas.

Já as vendas externas de carne de frango in natura permaneceram praticamente estáveis entre janeiro a agosto deste ano. A receita, de US$ 4,482 bilhões, teve leve recuo de 0,7% ante os US$ 4,512 bilhões arrecados em 2013, enquanto o volume subiu apenas 0,6% de 2,354 milhões de toneladas para 2,370 milhões de toneladas.

Rússia

O Brasil exportou em agosto para a Rússia US$ 359 milhões em carnes, incluindo nesse cálculo carne bovina, suína e de frango. O valor superou os US$ 243 milhões embarcados em agosto de 2013, segundo informou nesta segunda-feira (1/9) o diretor do Departamento de Estatísticas e Apoio à Exportação do MDIC, Roberto Dantas.

Segundo Dantas, o comércio bilateral entre Brasil e Rússia também cresceu no acumulado de janeiro a agosto, totalizando 1,7 milhão de toneladas de carnes, ante 1,3 milhão de toneladas em igual período do ano passado. Segundo o diretor, isso representa um aumento nas vendas externas de 37% para a Rússia, considerando o critério de médias diárias. O crescimento das vendas de carne bovina nos primeiros oito meses do ano foi de 6,4%; de carne suína, 20%; e de carne de frango, 38%.

Fonte: Globo Rural

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbNGz4q

ruralbook

Rodrigo Fraoli – CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio.

* Saiba mais em #mktparaoagro – RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar