Sagri faz o lançamento de sua Agenda Ambiental

Em cerimônia realizada na manhã desta última quarta-feira, 29, no auditório da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), foi realizado o lançamento da Agenda Ambiental da secretaria. A cerimônia contou com a presença do titular do órgão, Hildegardo Nunes, dos integrantes da Coordenadoria de Qualidade na Gestão da Secretaria de Estado de Administração (Sead) e dos membros da Comissão de Facilitadores da Sagri para a implantação da Agenda.

Fonte: Sagri

Fonte: Sagri

A Agenda Ambiental trabalha com o incentivo à conscientização para a sustentabilidade, a partir da implantação do Programa 5S, que visa, também, o descarte de resíduos sólidos, além de atitudes que contribuam para a economia de energia elétrica e o estabelecimento de um ambiente de trabalho mais saudável para os servidores e o público que visita a sede das secretarias. O programa 5S, lançado no Japão em 1950, prevê cinco passos que devem ser seguidos: Descarte, Ordenação, Limpeza, Saúde e Disciplina.

A Sead já implantou esse processo, obtendo bons resultados, e a partir de agora, repassa essa experiência a outras secretarias, como a Sagri e Secretaria de Obras Públicas (Seop). O secretário Hildegardo Nunes abriu a cerimônia, afirmando que o processo de mudança não será fácil, já que vai tocar em alguns hábitos que as pessoas trazem há bastante tempo. “Um trabalho complexo, mas também simples, mas estamos confiando em cada um de nossos servidores para disseminar essas atitudes. O que importa é construir um ambiente de trabalho mais adequado, feliz e sustentável”, disse Hildegardo.

Para Fátima Simas, coordenadora de Qualidade na Gestão da Sead, o trabalho da Agenda visa à qualidade de vida dos servidores. “Vamos nos deparar com atitudes que demoram um certo tempo para serem mudadas. A parceria Sagri e Sead vai mostrar que as mudanças de atitudes trazem responsabilidade social, e quem vai sair ganhando é o servidor. Precisamos também reciclar as nossas cabeças”, enfatizou Fátima.

A Agenda Ambiental na Sead já fez o descarte, desde a implantação do projeto na sede da secretaria, de 2,5 toneladas de papéis inservíveis, que foram doadas para a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis (Concaves), uma cooperativa de catadores que fica no bairro da Terra Firme, em Belém, e beneficia diretamente 30 famílias. A Concaves também será a beneficiada com o descarte de papéis da Sagri.

Jonas de Jesus Fernandes é o presidente da Concaves. Em seu pronunciamento, ele fez questão de enfatizar que a coleta seletiva de material reciclável não só ajuda às pessoas, mas se organiza para dar um futuro melhor ao Planeta. “Quando desperdiçamos recursos naturais e resíduos sólidos, estamos descartando também um pouco de nossas vidas”, alertou Jonas.

Cada setor da Sagri designou um representante para compor a Comissão de Facilitadores. Ao todo são 23 servidores, coordenados pela bióloga Dolores Amorim, da Gerência de Desenvolvimento Sustentável, e que foram apresentados na cerimônia. Os membros da comissão vão passar por uma capacitação e depois começarão o trabalho de campo em seus setores. Um dos primeiros passos é a conscientização dos servidores na questão da sustentabilidade e a instalação de lixeiras de coleta seletiva, em curto prazo, na sede da Sagri.

Fonte: Ascon / Sagri

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/rbvfJua

ruralbook

Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Você pode gostar...

Seja o primeiro a comentar