USO DE ALFAFA NA NUTRIÇÃO DE EQUINOS

A alfafa, Medicago sativa, é originária da Ásia Menor e do Sul do Cáucaso, e se tornou cultivada em todo o mundo. Ela pertence à família das leguminosas, e subfamília papilionácea, é rica em proteínas, vitaminas e sais minerais. No que se refere aos equinos, o feno de alfafa possui um alto teor de energia, e por esse motivo se torna fundamental, principalmente para algumas categorias como potro em crescimento, cavalos atletas e éguas em lactação.

Resultado de imagem para alfafa feno

A Alfafa é rica em proteína e pobre em fibra então não deve ser utilizada como único volumoso, sendo necessário combinar com feno de Tifton, Coast Cross, Jiggs para melhorar a taxa de passagem do volumoso e sua absorção pelo organismo. O fornecimento da alfafa para equinos pode ser com o corte e fornecimento verde ou como utilizada para confecção de feno, que facilita o transporte e a estocagem.

O bom feno de alfafa deve ser seco, esverdeado, sem presença de bolor, de poeira e de material estranho, deve apresentar odor característico e maciez ao tato, e pequena abscisão, ou seja, queda de folhas, o que confere grande problema no processo de fenação de leguminosas e isso é minimizado pela secagem à sombra com ventilação forçada.

O fornecimento de alfafa para equinos promove benefícios ao manejo nutricional dos animais se realizado da forma correta e respeitando as necessidades de cada animal. Por esse motivo se faz necessário a análise de raça, idade, modalidade esportiva em que o animal está inserido, temperamento, o clima, a digestibilidade individual, o estado geral, dentre outras características.

REFERÊNCIAS

AGRICULTURA BRASILEIRA EM FOCO. uso da alfafa na alimentação de equinos. Disponível em: <plantarcrescercolher.blogspot.com.br>. Acesso em: 27 fev. 2018.

VICTOR, R. V.; ASSEF, L. C.; PAULINO, V. T. Forrageiras para equinos. Disponível em: <www.iz.sp.gov.br>. Acesso em: 28 fev. 2018.

Fonte: Informativo Equestre

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-4TG

Você pode gostar...