WhatsApp - 94.99148.2775

Vacinação contra febre aftosa segue em ritmo acelerado no Pará – Agência Pará


Desde 2014 o Pará vem se mantendo entre os estados brasileiros com maior cobertura vacinal contra a febre aftosa, com o reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre da doença com vacinação. FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ DATA: 12.02.2016 ALTAMIRA - PARÁ

Desde 2014 o Pará vem se mantendo entre os estados brasileiros com maior cobertura vacinal contra a febre aftosa, com o reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre da doença com vacinação.
FOTO: SIDNEY OLIVEIRA / ARQUIVO AG. PARÁ
DATA: 12.02.2016
ALTAMIRA – PARÁ

A vacinação contra a febre aftosa segue em ritmo acelerado no Pará. Equipes da Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adepará) percorrem diariamente diversas propriedades com o objetivo de alcançar o mais alto índice vacinal, ou seja, 100% do rebanho e propriedades. A etapa, iniciada desde 1º de maio, segue até o dia 31 deste mês em todo o território paraense, com exceção do Arquipélago do Marajó e municípios de Faro e Terra Santa.

Quase 21 milhões de cabeças de gado deverão ser imunizadas, em quase 109 mil propriedades distribuídas por 127 municípios paraenses. O produtor é o responsável pela vacinação e tem até o dia 15 de junho para fazer a comunicação da vacina nos escritórios da Adepará. “O produtor ganha a valorização do gado, já que o mercado é signatário da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que exige gado livre de febre aftosa. A Adepará promove com políticas públicas a saúde e o bem-estar animal, fiscalizando a vacinação e a qualidade da vacina, certificando a pecuária paraense”, explica o gerente do Programa de Erradicação da Febre Aftosa da Adepará, George Santos.

Como a etapa abrange 127 municípios, é fundamental o trabalho dos fiscais da Adepará. “Como o Estado é de dimensões comparadas a de muitos países, torna-se laborioso o alcance da vigilância da vacinação. Com ela podemos almejar melhor status sanitário ao rebanho do Pará, que é o quarto maior do Brasil”, diz o gerente.

Qualidade – Para o diretor geral da Adepará, Luciano Guedes, a campanha é de grande importância para que o Estado mantenha a condição sanitária conquistada, como livre de febre aftosa com vacinação. “Manter o Estado livre da febre aftosa foi uma das maiores conquistas do setor produtivo. Garantir a permanência deste status é importante para o produtor rural, que garante a sanidade e valorização do rebanho”, afirma.

Técnicos da Adepará farão mais de 2,5 mil atividades, com vacinações assistidas (quando os técnicos acompanham a vacinação de todo o rebanho de uma determinada propriedade), fiscalizadas (com vacinação que acompanha parte do rebanho de uma determinada propriedade) e vacinação oficial (quando os técnicos vacinam os animais de uma determinada propriedade). “A meta de cobertura vacinal é de, no mínimo, 94%, tanto em rebanho bovídeo, quanto em propriedades, lembrando que a OIE determina cobertura mínima de 90% em regiões livres com vacinação”, detalha George Santos.

Municípios paraenses com maior rebanho do Pará:
São Félix do Xingu – 2.224.509 cabeças de gado/ 5.276 propriedades
Marabá – 1.105.403 cabeças de gado/ 4.623 propriedades
Novo Repartimento – 959.166 cabeças de gado/ 5.673 propriedades

Calendário
Vacinação: 1 a 31 de maio
Notificação nos escritórios da Adepará: até 15 de junho

A Adepará faz cinco campanhas contra a febre aftosa ao longo do ano:
15 de março a 30 de abril – etapa de vacinação das Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa;
1 a 31 de maio – campanha estadual de vacinação/ maio 2016;
15 de julho a 30 de agosto – etapa de vacinação das Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa;
15 de agosto a 30 de setembro – etapa de vacinação da Ilha do Marajó (etapa única, em função das condições geoclimáticas);
1 a 30 de novembro – campanha estadual de vacinação/novembro 2016.

Por Camila Moreira / Agência Pará

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
O URL curto do presente artigo é: http://ruralbook.com.br/ihzAw
Sobre o autor
Rodrigo Fraoli - CEO Ruralbook / Designer / Especialista em MKT Digital para o Agronegócio. * Saiba mais em #mktparaoagro - RURALBOOK *

Posts relacionados

Seja o primeiro a comentar